Viagem para Itália: dicas + roteiros para planejar e viajar em 2024

Cupom de desconto para abrir sua conta Nomad

Seu sonho é mergulhar na história, arte, moda, gastronomia e belíssimas paisagens em uma viagem para Itália em 2024? Então você começou a sua jornada para este belíssimo país mediterrâneo no lugar certo!

Aproveite este guia com tudo que você precisa saber para planejar sua viagem do Brasil para a Itália.

Confira informações atualizadas sobre as regras e requisitos para a entrada de brasileiros na Itália hoje. Veja sugestões de roteiros para uma primeira viagem na Itália. E comece a planejar um roteiro pelos principais pontos turísticos e destinos de toda a Itália.

Para completar, ganhe, no mínimo 20% de desconto para contratar seu seguro viagem obrigatório para a Itália.

Pague menos de R$ 20 por dia de viagem e invista em tranquilidade.

Eu durante uma viagem a Verona, vendo a cidade do alto



Requisitos e regras para entrar na Itália 2024: tudo que você precisa saber antes de viajar

Brasileiros devem cumprir alguns requisitos e apresentar os seguintes documentos para entrar na Itália:

  1. Ter passaporte válido;
  2. Contratar seguro de viagem com cobertura mínima de 30.000 euros;
  3. É recomendado também ter comprovante de hospedagem (ou carta-convite), comprovante de renda para o período da viagem e passagem aérea de volta para o Brasil.

1. Ter passaporte válido

O primeiro item na lista de documentos para entrar na Itália em 2024 é o passaporte brasileiro com validade mínima de três meses a partir da data da viagem.

Requisitos para viagem ao Peru na pandemia


Brasileiro precisa de visto para Itália 2024? O que é ETIAS?

Atualmente, viajantes brasileiros não precisam de visto para Itália, para em viagens curtas de até 90 dias.

Porém, a partir de maio de 2025, será necessário emitir o ETIAS para entrar em países europeus pertencentes ao Espaço Schengen.

Ele é uma autorização eletrônica com validade de 3 anos, que funcionará com um visto. A emissão do ETIAS deverá ser feita antes da viagem, com pagamento de uma taxa de 7 euros.


Clique para conhecer os 26 países europeus que fazem parte do Espaço Schengen.

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, França, Finlândia, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Listenstaine, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.


2. Você deve ter seguro viagem obrigatório com cobertura mínima de 30.000 euros

Ter um seguro viagem é obrigatório para viajar para Itália em 2024.

E não tem conversa. O seguro viagem com cobertura mínima de 30.000 euros é requisito obrigatório para todos os estrangeiros que entram na Zona Schengen.

E o agente da imigração pode solicitar a apólice do seguro viagem a qualquer momento durante a imigração no país.

Além disso, o seguro viagem te protege em toda a sua estadia na Itália, independente do seu estilo de viagem.

A boa notícia é que hoje em dia, contratar seguro viagem para Itália é super fácil e rápido. A dica é usar um comparador online para fazer uma cotação grátis para sua viagem para Itália.

O site Seguros Promo é confiável?

Eu uso e recomendo o site da Seguros Promo, que tem o melhor atendimento e os preços mais baixos do mercado. Lá é possível contratar planos a partir de R$ 18 por dia de viagem. Um investimento com ótimo custo-benefício!

Fique de olho nos cupons de desconto e economize ainda mais em uma viagem para Itália.

» Melhor seguro viagem para Itália: conheça os 4 planos com melhor custo-benefício

Estes são os 4 planos de seguro viagem que contemplam todos os requisitos do governo italiano, tem o melhor custo-benefício e te protegem em toda a sua estadia na Itália:

1. My Travel Assist 40 Mundo (exceto EUA) +COVID-19 é o plano de seguro viagem para Itália mais barato do mercado. Custa menos de R$ 20 por dia de viagem e tem cobertura Covid e para esportes e atividades de risco.

2.My Travel Assist 150 Mundo (exceto EUA) +COVID-19  é o seguro viagem Itália Covid com melhor custo-benefício. Tem os mesmos benefícios do primeiro plano, mas com um valor de cobertura bem maior. Proteção garantida! Custa R$ 30 por dia de viagem.

3. GTA 75 EUROMAX COVID-19 PLUS10 é o plano recomendado para idosos, gestantes ou pessoas com enfermidades crônicas. Custa cerca de R$ 69 por dia de viagem.

4. Affinity 60 Europa COVID-19 QUARENTENA oferece seguro para gastos com quarentena em hotel por conta de COVID-19. Custa R$ 82 por dia de viagem.


Seguro viagem obrigatório para Itália e outros países da Europa

Outra vantagem é que quando você faz contrata um seguro viagem para Itália através do site da Seguros Promo, sua apólice é válida em todo continente. Ou seja, você pode conhecer a Itália e visitar outros países como França, Alemanha ou Portugal usando o mesmo plano de seguro viagem.


Ficou com alguma dúvida? Saiba como contratar o melhor seguro viagem Itália (pelo menor preço).


3. Outras dicas e recomendações para ir para Itália: tenha todos os comprovantes da viagem em mãos 

Para muitos viajantes, o momento da chegada e entrevista na imigração na Itália pode ser meio tenso.

Mas não se preocupe. Entrar na Itália não é um bicho de sete cabeças. Imprima e organize documentos e comprovantes importantes da viagem e tenha tudo à mão.

Os mais importantes, são:

  • Comprovante da passagem de volta;
  • Apólice do seguro viagem obrigatório;
  • Comprovante da reserva de hospedagem;
  • Algum tipo de comprovação que mostre que você tem dinheiro para se sustentar no país durante a viagem. Pode ser dinheiro vivo, extrato bancário e até o saldo da sua conta internacional.

DICA: Use este site para se informar sobre as regras e requisitos para entrada em todos os países da União Europeia.

Dica para viajar: qual é a melhor forma de levar dinheiro para uma viagem para a Itália?

A moeda oficial da Itália é o euro, que está disponível em notas de €5, €10, €20, €50, €100, €200 e €500. Além de moedas de €0,01; €0,02; €0,05; €0,10; €0,20; €0,50; €1,00; €2,00.

O euro é moeda oficial em 19 países da União Europeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos e Portugal e em três Estados europeus: Mónaco, São Marinho e Vaticano. Além de Andorra, Montenegro e Kosovo.

Como levar euros para uma viagem para Itália?

Se você quer levar dinheiro em espécie na sua viagem, o ideal é comprar euros em casas de câmbio ou bancos aqui no Brasil.

Mas tenho uma solução melhor e mais segura. Com as contas internacionais da Nomad e Wise, você tem acesso a um cartão de débito gratuito, que cobra apenas 1,1% de IOF. Menos que os 5,38% do cartão de crédito brasileiro.

Além disso, essas contas operam com a cotação do dólar comercial. Bem mais vantajosa do que o dólar turismo, usado pelas casas de câmbio e bancos.

É mais econômico, mais seguro, porque você não precisa mais ficar andando com dinheiro vivo. Além de economizar seu tempo com idas a casas de câmbio ou bancos.

Conta Nomad dá acesso a cartão físico

Na minha última viagem de 3 meses por várias partes da Itália, eu praticamente só usei esses dois cartões. E recomendo muito! Uma boa dica é abrir tanto uma conta Nomad quanto uma conta multimoedas Wise. Dessa maneira você terá sempre um plano b durante a viagem.

Com esses cartões, é possível sacar em moeda local em caixas automáticos. Ambas as contas oferecem dois saques gratuitos por mês. Os cartões também são compatíveis com e-wallets. Ou seja, você pode fazer compras presenciais ou online.

Cadastrando seu cartão na Uber (ou Bolt), por exemplo, você pode ter uma economia de até 10% em relação ao seu cartão brasileiro.

No caso da conta Nomad, uma conta em dólar, os gastos serão convertidos de euro para dólar (sem taxa). Já na conta multimoedas Wise, você converte real direto para euro. Sem estresse e sem burocracia.

Veja na tabela a seguir, uma comparação das cotações do euro em cada uma das opções acima. Os dados são de outubro de 2023.

€ 1 (um euro)
Papel moeda em casa de câmbio no Brasil (São Paulo) R$ 5,57
Cartão pré-pago em casa de câmbio no Brasil (SP) R$ 5,85
Conta multimoedas Wise R$ 5,32
Conta Nomad R$ 5,19

Leia também: Conheça a conta Nomad e use o cupom TPEV20 para ganhar até $ 20 (R$ 100) na primeira remessa

Melhor época para viajar para Itália

Em geral, a melhor época para viajar para Itália é na primavera (abril a junho) ou no outono (setembro e outubro). Nestas estações, o clima é mais ameno e agradável e a quantidade de turistas é menor que no verão. Assim como os preços.

Infelizmente, o turismo em massa tem sido um grande problema em diversos destinos na Itália.

É sempre bom não subestimar a quantidade de gente ao visitar a Itália. Principalmente em destinos mais turísticos como Roma, Veneza e Florença, durante o ápice do verão. Especialmente em agosto, período de férias na Itália.

Overtourism na Itália

O clima também depende da região, sua altitude ou proximidade do mar. O sul da Itália tem temperaturas mais quentes na maior parte do ano. E é uma ótima opção para quem quer aproveitar uma praia mediterrânica.

No norte da Itália durante o inverno, é possível fazer uma viagem para esquiar. Imagine só! A temporada acontece do final de novembro a abril.

Ski no norte da Itália

Passagem aérea: vale a voar para Florença, Veneza, Milão ou Roma?

Para chegar na Itália a partir do Brasil, Roma e Milão são os destinos ideais. Essas cidades possuem aeroportos grandes com conexões diretas com várias cidades brasileiras.

As companhias aéreas Ita Airways e Latam Airlines oferecem voos diretos entre cidades brasileiras e italianas.

Uma excelente dica para encontrar bons preços de passagem aérea para a Itália é usar sites confiáveis como Kayak e Skyscanner.

O site Vai de Promo também costuma oferecer boas promoções.


Aluguel de carro na Itália vale a pena?

Viajar pela Itália de carro é uma excelente maneira de conhecer o verdadeiro charme italiano. Em um roteiro de 15 dias no país, é possível conhecer pequenas cidades e vilarejos que vão te encantar. Uma viagem dos sonhos!

Eu só não recomendo alugar um carro na Itália se o seu roteiro de viagem incluir apenas cidades grandes ou muito turísticas. Em Milão, Roma, Florença e Veneza, o carro pode atrapalhar mais do que ajudar. Melhor usar o transporte público.

Alugar carro para conhecer belas estradas na Itália

De qualquer maneira, uma dica que eu uso e recomendo, é usar o comparador online da Rentcars.

Com ele, você compara o preço do aluguel em diferentes locadoras de maneira fácil e rápida em uma única plataforma online. É super fácil reservar. E o preço vale a pena demais!

Eu uso e recomendo a Rentcars há anos. A empresa tem a melhor ferramenta de busca do mercado, os melhores preços e oferece suporte em português.

O pagamento ainda pode ser feito em real, parcelado no cartão de crédito e sem cobrança de iof.

Neste guia completo sobre aluguel de carro na Itália, você encontra tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Além de estimativas de quanto custa viajar para Itália e se locomover de carro pelo país.

Outra coisa que pode ser útil, é entender as distâncias entre as principais cidades italianas. A tabela a seguir mostra essas informações.

Cidade Roma Nápoles Florença Milão Veneza Bolonha
Roma 226 km 275 km 572 km 527 km 377 km
Nápoles 226 km 474 km 771 km 727 km 577 km
Florença 275 km 474 km 302 km 256 km 109 km
Milão 572 km 771 km 302 km 280 km 215 km
Veneza 527 km 727 km 256 km 280 km 142 km
Bolonha 377 km 577 km 109 km 215 km 142 km

Dica importante para viajar para a Itália de carro: tem que fazer a PID

Para dirigir na Itália é preciso ter a PID (Permissão Internacional para Dirigir).

O documento pode ser solicitado pela locadora na hora da retirada do veículo. Ou pode ser exigido por um oficial de trânsito em caso de blitz ou qualquer tipo de acidente.

A PID é a tradução da nossa CNH brasileira. Ela pode ser emitida através do DETRAN do seu estado ou online pelo site carteirainternacional.org, do Automóvel Clube Brasileiro (ACBr).

O ACBr é única entidade civil autorizada a emitir a PID no Brasil além do DETRAN.

Precisa de PID na Itália?!Eu usei essa dica quando fui para Itália e fiquei encantada com serviço. Tanto que nos tornamos parceiros e mais de 500 leitores já emitiram o documento com eles.

O processo é 100% online e a PID chega na sua casa. A emissão custa R$ 243 + frete e o preço é fixo para todo o Brasil, não importa onde sua CNH esteja registrada.

Mais barato que o DETRAN de 15 estados brasileiros: Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rondônia, Roraima, São Paulo e Sergipe.

Vai na minha e economize para tomar um gelato ou um Aperol Spritz.


Leia também: Como emitir a PID online e mais barato que no DETRAN


As principais cidades italianas: 5 destinos imperdíveis para seu roteiro de viagem Itália

A Itália é um país incrível e muito diverso. Por isso eu trouxe uma seleção de dicas especiais das principais cidades italianas. Não deixe de conhecer, hein?

Roma

A capital italiana inicia a nossa lista das principais cidades para visitar na Itália. Cheia de história e monumentos antigos, Roma é uma das cidades mais fascinantes do mundo.

Recomendo passar pelo menos 3 dias em Roma para explorar as principais atrações da cidade. E esqueça do carro. O trânsito é caótico, é difícil para estacionar e é melhor conhecer tudo de metrô ou ônibus.

Em Roma, não deixe de visitar o Coliseu, o maior anfiteatro romano do mundo e o Fórum Romano. Compre o ingresso com antecedência. Faça também uma visita guiada ao Vaticano (em português). A Fontana di Trevi e a Piazza Navona são outros destaques imperdíveis da cidade.

Roma é uma das principais cidades da Itália

Florença

Florença é a capital das artes da Itália. Recomendo pegar um trem para Florença e ficar por aqui pelo menos 2 dias para conhecer a cidade. Só alugue um carro se você tiver tempo para conhecer Pisa e Siena, no interior da Toscana. De qualquer maneira, você também pode chegar até essas cidades de trem ou contratando um tour.

Algumas dicas para conhecer em Florença, são: Galleria degli Uffizi e Santa Maria del Fiore (o Duomo de Florença). Além da medieval Ponte Vecchio sobre o rio Arno, a Piazza della Signoria e Jardins de Boboli. Recomendo comprar os ingressos das atrações com antecedência. Vá até a Piazzale Michelangelo para ter a melhor vista da cidade.

Milão

Milão é a capital da moda e do design da Itália e um importante centro financeiro e cultural do país. Fique em Milão pelo menos 2 dias para conhecer a cidade.

Alguns dos destaques imperdíveis da cidade, são: o Duomo di Milano e a Galleria Vittorio Emanuele II, uma das galerias comerciais mais antigas do mundo. Além do Teatro alla Scala e Navigli, o bairro boêmio e singular, com seus canais e pontes.

Além disso, é uma oportunidade única para ver ao vivo a Última Ceia de Leonardo DaVinci.

Também vale muito a pena fazer uma visita ao Lago di Como.

Navigli: o bairro boêmio de Milão

Nápoles

Nápoles é a terceira maior cidade da Itália e uma das mais autênticas e vibrantes. Não perca a chance de provar a verdadeira pizzza napoletana, nem de visitar Pompéia e as ruínas da cidade romana destruída pela erupção do Monte Vesúvio em 79 d.C.

Fique em Nápoles pelo menos 2 dias para explorar as principais atrações da região. Aproveite também para dar uma esticadinha até a Costa Amalfitana.

Não deixe de provar a pizza em Nápoles

Veneza

Veneza é uma cidade única e mágica, construída sobre um arquipélago de ilhas e canais. As principais atrações da cidade, são: Praça de São Marcos, Ponte do Rialto e o Grande Canal. Não deixe de fazer o inesquecível passeio de gôndola (reserve com antecedência).

Se tiver tempo, faça uma visita às ilhas de Murano e Burano, famosas por sua produção de vidro e renda.

Fique em Veneza pelo menos 2 dias. Acorde bem cedo para driblar a multidão de turistas e ver a cidade de uma maneira muito diferente à noite.

Veneza é uma das principais cidades da Itália


Veja as localizações das cidades em um mapa interativo.

Free Walking Tours para fazer em uma viagem à Itália

Ao planejar a sua viagem, recomendo que você inclua um Free Walking Tour. O passeio funciona sem preço fixo, em um esquema ‘pague quanto quiser’ ao final do tour, conforme o seu grau de satisfação.

Dessa maneira, você conhecerá tudo sobre a Itália e sua história sem gastar muito.

Você encontra esses tours guiados a pé nas principais cidades italianas, como> Roma, Florença, Milão, Veneza e Nápoles.


Como fazer uma viagem de trem pela Itália: onde comprar os bilhetes?

Caso você não queira alugar um carro na Itália e prefira viajar de trem, não se preocupe. A Itália é um país com uma excelente rede ferroviária, que conecta as principais cidades e regiões do país.

Trenitalia e .Italo são as principais empresas ferroviárias do país.

Interior de um trem regional na Itália

Você comprar os bilhetes na bilheteria de cada estação, ou pode comprar com antecedência, através do site da Omio. Uso muito essa plataforma para pesquisar e comprar passagens de ônibus e avião (de baixo custo) e trem na Europa.

A principal dica para economizar ao viajar de trem pela Itália é comprar as passagens com antecedência. Isso porque o preço das passagens sobe muito de uma semana para a outra. O ideal é reservar com pelo menos um mês de antecedência.

Outra dica é tentar flexibilizar os horários para viajar fora do horário de pico dos trens.

As vantagens de usar o site da Omio, são:

  1. Não ter que perder tempo com deslocamentos até as estaçoes só para comprar os bilhetes;
  2. Comparar vários meios de transporte (avião, trem e ônibus) e horários diferentes em um site só;
  3. Encontrar viagens mais baratas usando a pesquisa em tempo real por horário;
  4. Pesquisar e comprar em português (ou inglês);

Leia também: Onde comprar passagem de trem na Europa (mais barato)


» Principais rotas de trem na Itália

A seguir, você encontra uma tabela com as rotas de trem mais populares na Itália. Veja a quilometragem entre elas e a diferença de duração da viagem em um trem comum e um trem rápido.

Rota Quilometragem Trem comum Trem rápido
Roma – Florença 275 km 3h30min 1h30min
Roma – Milão 575 km 6h30min 2h55min
Roma – Nápoles 225 km 2h30min 1h10min
Roma – Veneza 525 km 6h30min 3h20min
Florença – Veneza 260 km 3h30min 2h00min
Florença – Pisa 85 km 1h20min 0h50min
Florença – Milão 305 km 3h45min 1h40min
Milão – Veneza 270 km 2h50min 2h20min

Use um cartão internacional para comprar os bilhetes ou passes de trem na Itália e economize na conversão!

A Omio ainda não tem cobrança em real. Por isso recomendo que você compre os bilhetes usando seu cartão de crédito internacional. Eu recomendo o cartão da conta Nomad ou o da conta multimoedas Wise.

Como já te expliquei, eles têm as melhores taxas de conversão do mercado. Isso pode gerar uma economia de até 10% comparado com o uso do cartão de crédito brasileiro no exterior.


Como reservar hotel na Itália

Para encontrar melhores opções de hospedagem durante o seu roteiro pela Itália, recomendo usar o Booking.com.

O site é uma das maiores plataformas de marketplace de viagens do mundo. E lá, você encontra uma variedade gigante de tipos de acomodação. Incluindo hotéis, albergues, resorts, motéis, campings e pousadas. Além de apartamentos e casas para aluguel de temporada.

Hotel na Itália

O Booking.com tem o compromisso de cobrir o menor preço e cancelamento gratuito na maior parte das reservas.

Encontrou a sua reserva mais barata em outro lugar? Você pode solicitar o reembolso da diferença pelo menos 24 horas antes da sua data de check-in.

Eu sempre uso o Booking nas minhas viagens e recomendo. Nunca tive nenhum problema. Muito pelo contrário, sempre que precisei do suporte, eles sempre foram super eficientes.


Leia também: 17 hotéis de luxo na Itália para sonhar

Quer ter internet ilimitada na sua viagem?

Comprar um chip internacional é uma das coisas que eu não abro mão. Mesmo que seja uma viagem rápida. Faz muita diferença ter acesso constante ao GPS, WhatsApp e outros aplicativos.

Minha recomendação é a America Chip. A empresa oferece opções que incluem ligações e 4g ilimitados, com o melhor custo-benefício do Brasil.


Leia também: Você já conhece o eSIM, o chip virtual para viagens internacionais?

Requisitos para voltar ao Brasil depois de viajar para Italia

Não é mais necessário apresentar comprovante de vacinação ou teste negativo de Covid-19 para entrar no Brasil. A decisão foi adotada pela Anvisa em março de 2023.

Dúvidas frequentes sobre uma viagem para Itália em 2024

Gostou dessas dicas de viagem pela Itália? A seguir, você encontra um resumo das dúvidas mais frequentes para quem está planejando uma viagem ou tour pela Itália.

O que precisa para entrar na Itália em 2024?

As regras para entrar na Itália têm sido simplificadas, facilitando muito a vida do viajante. Atualmente basta apresentar passaporte válido e apólice de seguro de viagem com cobertura mínima de 30.000 euros. Também recomendo contratar um seguro com assistência específica para COVID-19. Saiba mais detalher sobre as regras e documentos necessários para entrar na Itália.

Viajar para Italia precisa de visto?

Se você quer saber se brasileiro precisa de visto para Italia a resposta é não. Para viagens de turismo curtas, de até 90 dias, basta apresentar o passaporte e a apólice de seguro de viagem obrigatória, com cobertura mínima de 30.000 euros. Veja mais detalhes sobre visto para Italia 2024.

A Itália está aberta para brasileiros?

Sim, desde 1º de março de 2022 a Itália está aberta para brasileiros. As regras de entrada no país foram atualizadas e simplificadas e hoje em dia não há mais restrições. Saiba quais são as regras e documentos para entrar na Itália.

ETIAS já está valendo para uma viagem para Itália 2024?

Não. A autorização eletrônica será implementada a partir de maio de 2025. Saiba mais sobre o ETIAS.

Seguro viagem para Itália é obrigatório?

Sim. É obrigatório ter seguro viagem para Itália com cobertura mínima de 30.000 euros. Faça uma cotação grátis para a sua viagem.

Posso entrar na Itália sem estar totalmente vacinado?

Sim. Todas as restrições e regras Covid na Itália foram suspensas por decreto publicado em 1º de março de 2022. Saiba quais são as regras para entrar na Itália em 2022.

Qual é o melhor seguro viagem para Itália?

Os quatro melhores planos de seguro viagem para Itália, são: Travel Assist 40 Mundo (exceto EUA) +COVID-19 é o plano mais barato do mercado. Travel Assist 150 Mundo (exceto EUA) +COVID-19 é o plano com melhor custo-benefício. GTA 75 EUROMAX COVID-19 PLUS10 é recomendado para idosos, gestantes ou pessoas com enfermidades crônicas. Affinity 60 Europa COVID-19 QUARENTENA oferece seguro para gastos com quarentena em hotel durante sua viagem para Itália.

O que é ETIAS?

ETIAS é uma autorização eletrônica para entrada em países participantes do Espaço Schengen. Saiba mais sobre o ETIAS.

Itália faz parte do Tratado de Schengen?

Sim. A Itália é um dos 26 países europeus membros do Espaço Schengen. Saiba quais são eles.

Quais são os países do Espaço Schengen?

Os países participantes da Zona Schengen, são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, França, Finlândia, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Listenstaine, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.


É muito importante que você consulte as informações oficiais do Ministério da Saúde da Itália antes da sua viagem, pois as coisas podem mudar rapidamente.


Leia mais dicas para visitar na Itália


Alessandra B. Fratus
Alessandra B. Fratushttps://www.alessandrafratus.com
Viajante, fotógrafa e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 após defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão e gosta mesmo é de paisagem humana!
LEIA TAMBÉM

Esse post pode conter links de afiliados. Ao utilizar um deles para fazer as reservas da sua viagem, você ajuda a manter o nosso site sempre atualizado. E não paga nada a mais por isso. Muito obrigada pelo seu apoio!

  1. Oi boa noite, sabe me informar se é obrigatório ter comprovante de vacina da febre amarela para entrar na Itália? Em abril 2023?

  2. Pfvr e necessário ter todas as vacinas Covid para voltar da Itália para o Brasil? Em maio 2023 ?

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário!
Digite seu nome

RESOLVA SUA VIAGEM