Patrimônio Mundial da Humanidade

Mundial da Humanidade é um local (como uma floresta, montanha, lago, ilha, deserto, monumento, construção, complexo ou cidade) definido pela UNESCO, uma agência das Nações Unidas (ONU), como de importância cultural ou física especial para o mundo. A lista é mantida pelo Programa do Património Mundial, que é administrado pelo Comité do Património Mundial, composto por 21 países-membros eleitos. O programa cataloga, nomeia e conserva locais de excepcional importância cultural ou natural para o património comum da humanidade. Sob certas condições, os lugares listados podem obter fundos do Fundo do Património Mundial. O programa foi fundado pela Convenção sobre a Protecção do Património Cultural e Natural, que foi adoptada pela Conferência Geral da UNESCO em 16 de Novembro de 1972. Desde então, 190 países ratificaram a convenção, tornando-se um dos mais respeitados de instrumentos internacionais. Somente Bahamas, Liechtenstein, Nauru, Somália, Sudão do Sul, Timor-Leste e Tuvalu não são parte do tratado. Em 2013, 981 locais estavam listados: 759 culturais, 193 naturais e 29 mistos, em 160 países. A Itália é o país com o maior número de Sítios do Património Mundial, com 49 locais, seguida por China (45), Espanha (44), França e Alemanha (ambos com 38). A UNESCO lista cada Património Mundial com um número de identificação, mas novas inscrições incluem frequentemente os locais anteriores agora listados como parte de descrições maiores. Como resultado, os números de identificação excedem 1200, embora haja menos locais na lista.