Museu Lasar Segall

O Museu Lasar Segall foi criado como uma associação civil brasileira sem fins lucrativos, idealizada pela viúva do artista Lasar Segall, Jenny Klabin Segall, e criada pelos filhos do casal, Mauricio Klabin Segall e Oscar Klabin Segall. Localizado à Rua Berta, 111, Vila Mariana, São Paulo, está instalado na antiga residência e ateliê de Lasar Segall, projetada em 1932 por seu concunhado, o arquiteto de origem russa Gregori Warchavchik. Em 1985 foi incorporado à Fundação Nacional Pró-Memória, integrando hoje o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), do Ministério da Cultura, como unidade museológica. O Museu Lasar Segall tem como principal objetivo conservar, pesquisar e divulgar a obra de Lasar Segall, possuindo acervo de cerca de três mil trabalhos do artista, doados por seus filhos, além de arquivo pessoal e fotográfico, chegando a mais de seis mil itens catalogados. O Museu possui ainda uma biblioteca especializada em artes dos espetáculo, com um dos maiores acervos da América do Sul. A biblioteca denominada Jenny Klabin Segall conta com livros que já pertenceram a críticos de renome como Lopes Gonçalves, Georges Raeders e Anatol Rosenfeld.