Arizona

O Arizona é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na região sudoeste do país. As taxas de crescimento populacional do Arizona são das mais altas de todo o país. Entre 1990 e 2000, a população do estado cresceu em cerca de 40%, de 3 677 985 habitantes em 1990 para 5 130 632 habitantes em 2000, mais do que qualquer outro estado estadunidense, com exceção de Nevada. Entre 1950, quando o Arizona tinha 749 587 habitantes, até 2000, a população cresceu sete vezes. Grande parte do Arizona possui um clima árido ou semi-árido. Estas regiões recebem menos de 40 centímetros de chuva por ano, sendo muito quentes no verão e amenos no inverno. Regiões montanhosas de maior altitude, porém, possuem um clima mais úmido e frio. Grande parte do estado é escassamente habitada. A maior parte da população concentra-se ao redor de dois centros urbanos: Phoenix, a maior cidade e capital do estado, e Tucson. O cognome de Arizona é The Grand Canyon State. O norte do estado abriga uma das atrações turísticas naturais mais conhecidas dos Estados Unidos e do mundo, o Grand Canyon. Outro cognome de Arizona é The Copper State (o estado do cobre). O Arizona possui grandes reservas deste mineral, e já foi o maior produtor nacional de cobre. Até os dias atuais, a mineração de cobre é uma importante fonte de renda do Arizona. Nativos norte-americanos viviam na região onde atualmente está localizado o Arizona milhares de anos antes da chegada dos primeiros europeus. Os nativos resistiram bravamente contra a colonização europeia na região. As últimas batalhas entre nativos e colonos de ascendência europeia foram realizados no Arizona. Atualmente, o estado, com uma população de 287 mil nativos, possui a segunda maior população nativa norte-americana dos Estados Unidos, estando atrás apenas da Califórnia. O Arizona foi colonizado inicialmente pela Espanha, passando ao controle mexicano em 1821, quando o México tornou-se independente. Em 1848, com o fim da Guerra Mexicano-Americana, o Arizona passou a fazer parte dos Estados Unidos. Em 14 de fevereiro de 1912, o Arizona tornou-se o antepenúltimo território norte-americano a ser elevado à categoria de estado, e o último território norte-americano dentro dos Estados Unidos contíguos (localizado dentro do corpo principal de terra na América do Norte) a tornar-se um estado. Somente os territórios do Alasca e do Havaí seriam posteriormente elevados à categoria de estado.