Tá planejando uma viagem pelo oeste dos Estados Unidos, resolveu conhecer o Grand Canyon, ‘o grande canyon americano’, mas está em dúvida sobre onde se hospedar?! Você veio ao lugar certo! Nesse artigo vou te dar dicas práticas de onde ficar no Grand Canyon e arredores pra você aproveitar ao máximo um dos lugares mais especiais do mundo. Vamos lá?!

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

2 Semanas de Carro pelo Oeste Americano

Visitamos o Grand Canyon durante nossa viagem de 2 semanas de carro pelo oeste americano. Dá uma olhada no vídeo dessa aventura!

Como Chegar ao Grand Canyon

Pra chegar até o South Rim do Grand Canyon, a parte mais visitada do Parque Nacional, pegamos um voo até Las Vegas e de lá alugamos um carro e começamos a nossa road trip!


Leia também: De Las Vegas ao Grand Canyon pela Rote 66


Viajar de Carro Pelos Estados Unidos

A melhor maneira de fazer essa viagem ao Grand Canyon é de carro. Viajar de carro pelos Estados Unidos é sempre uma tranquilidade. Faça uma cotação e encontre o melhor preço em aluguel de carro, com as melhores condições. Pagamento em até 12 vezes sem juros e sem cobrança de iof.

Algumas recomendações pra quem tá pensando em viajar de carro pelos Estados Unidos, são:

  • Saiba como tirar a sua PID – Permissão Internacional para Dirigir.
  • Prepare-se para a viagem. Pesquise sobre o itinerário com antecedência, leve sempre um estoque de água com você e compre lanchinhos e coisas pra matar a fome pelo caminho. Além de um kit de primeiros socorros.

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Não se esqueça do seguro viagem

Outra coisa muito importante durante o planejamento de uma viagem para os Estados Unidos é a contratação de um seguro viagem. Com um investimento a partir de R$9/dia de viagem, você tem a garantia de assistência médica para qualquer acidente ou emergência.

Só pra você ter ideia, um dia de internação nos Estados Unidos pode chegar a $5.220 dólares e uma apendectomia pode custar $16.000 dólares. Melhor investir bem menos e contratar um seguro viagem internacional, né?!

Faça uma cotação grátis, ganhe 5% de desconto usando o código TOPENSANDO05 e pague menos pelo seu seguro de viagem, com uma cobertura mais abrangente para o seu investimento!

Leia também: Como escolher o melhor seguro viagem internacional


Usando os links de afiliado do Tô Pensando em Viajar você ajuda a manter o blog funcionando, e não paga nada mais por isso!


Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra economizar!

Pra visitar o Grand Canyon, recomendo no mínimo 2 dias ou mais, se você quiser fazer alguma trilha.

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Nossa visita de 1 dia foi super corrida e poderíamos ter aproveitado mais se tivéssemos passado 2 dias explorando todos os cantinhos do parque.

Hotéis dentro do parque nacional

O ideal é se hospedar dentro do parque, claro! Mas sei que nem sempre isso é possível. Primeiro porque as hospedagens dentro do parque são caras e depois porque também são super disputadas.

Pra você ter uma ideia, pra se hospedar em um dos hotéis dentro do parque nacional, tem gente que sugere que a reserva seja feita com 6 meses de antecedência, ou mais se pretende viajar no verão (alta temporada). Portanto, programe-se. São quase 5 milhões de turistas por ano loucos pra ter essa experiência, assim como você!

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Pra se hospedar dentro do parque nacional você pode escolher entre os seis hotéis localizados na Grand Canyon Village, próximos à estação de trem que transporta os passageiros a partir de Williams ou tentar se hospedar no Phantom Ranch, literalmente dentro do Grand Canyon.

Os hotéis próximos à Grand Canyon Village, são:

Mas se você está atrás de aventura e experiências únicas, pode escolher o Phantom Ranch, o único hotel na parte baixa, dentro do Canyon.

Pra chegar até lá você tem que enfrentar uma caminhada de 4 horas (na descida) e depois de 6 a 10 horas na subida. Vai encarar?!

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar
Outdoor Craziness [CC BY-SA 3.0]
Como você já deve imaginar, o Phantom Ranch é uma das opções de hospedagem mais concorridas no Grand Canyon e você vai ter que tentar reservar com mais de 1 ano de antecedência. Deve valer a pena, né?!


Se você pretende conhecer outros parques nacionais americanos durante a sua viagem, recomendo dar uma olhada no artigo America, the beautiful: passe anual dos parques nacionais americanos.


Onde ficar no Grand Canyon: Os arredores

Se o seu estilo de viagem é economicamente mais parecido com o meu e você não se incomoda em ficar um pouco mais afastad@ do parque, você pode escolher se hospedar em outras cidadezinhas próximas a uma das entradas do parque. Olha só:

  • Tuyasan

A cidade de Tusayan é a cidade mais perto do Grand Canyon, a cerca de 11 km da entrada do parque: 3 km até a entrada e mais 7 km até o Centro de Visitantes.

Algumas das opções de hospedagem em Tusayan, são:


Encontre todas as ofertas de hospedagem em Tusayan!


  • Tuba City

Se você pretende deixar o Grand Canyon pela saída leste, em direção ao Monument Valley, ou Page, no Arizona, ou mesmo Utah, você pode se hospedar em Tuba City, 128km distante do centro de visitantes do Grand Canyon.

Sair pelo lado leste do Grand Canyon, pela AZ-64 me rendeu muitas surpresas e visuais inacreditáveis no final do dia.

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

  • Williams

Passamos a primeira noite em Williams. Escolhemos o Ramada Williams, que tem diárias a partir de R$270, tem quartos confortáveis e fica bem perto da rodovia que leva até o Grand Canyon e da entrada da cidade.

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Williams é uma pequena cidade super charmosa e oferece opções de hospedagem mais baratas por estar localizada um pouco mais longe do Grand Canyon, 95km, uma viagem de cerca de uma hora.

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Sai de Williams também, o trem que leva até o Grand Canyon. Já ouviu falar nele?!

A gente só viu o trem de longe, lá na Grand Canyon Village, com direito a companhia!

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Algumas das opções de hospedagem em Williams, são:


Encontre todas as ofertas de hospedagem em Williams


  • Flagstaff

Flagstaff é uma cidade maior, conta com mais opções de hospedagem, algumas mais baratas ainda, grandes mercados, aeroporto, porém é mais longe. Fica a cerca de 130km do centro de visitantes Grand Canyon. É uma ótima base pra conhecer muitas das belezas do Arizona.

Dá uma olhada nesse artigo 5 atrações incríveis perto de Flagstaff pra conferir!

Onde ficar no Grand Canyon: dicas pra econimizar

Fiz uma lista com uma seleção de hotéis em Flagstaff, todos com nota superior a 8 no Booking.com. Você pode ver todas as ofertas de hospedagem em Flagstaff aqui!

Você ainda tem alguma dúvida sobre onde ficar no Grand Canyon?!

Se você ainda tem dúvidas sobre onde ficar no Grand Canyon e arredores, deixa um comentário aqui que vou ter o maior prazer em te responder e te ajudar a tirar do papel a sua viagem dos sonhos!

Leia mais sobre a viagem pelo oeste americano


Salve esse post no Pinterest e aproveite todas as nossas dicas lá!

Onde se hospedar no Grand Canyon, dicas para economizar


Gostou das dicas de onde ficar no Grand Canyon?

Usando nossos links para encontrar ofertas de hospedagem, comprar seguro viagem e alugar um carro você ajuda o Tô Pensando em Viajar e se manter e não paga nada mais por isso.


Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM, e TWITTER


8 COMENTÁRIOS

  1. otimas dicas.
    tenho 2 dúvidas:
    até onde podemo ir de carro nos canyons?
    e é possivel acampar no próprio carro dentro do parque?

    • oi João, tudo bem? Obrigada pela visita e comentário. Nos meses de mais movimento você deve deixar o carro nos bolsões de estacionamento e pegar o ônibus até os mirantes, ou descer as trilhas a pé. Acredito que existam espaços próprios para camping no parque nacional. Acho que não dá pra acampar dentro do carro em qualquer lugar não.

  2. Que dicas ótimas meninas. O vídeo ficou lindo, estou babando!
    Quanto a PID, na Flórida eu aluguei com a CNH brasileira mesmo. Mas para evitar contratempos a PID é uma boa alternativa.
    Beijos!

  3. Caramba, não sabia que era tão caras as hospedagens por lá! Que legal que você já passou várias informações de valores por aqui, já ajudou bastante a evitar esse preços tão altos, porque meu estilo de viagem é economicamente parecido com o seu! haha! Mas tenho certeza que vale muito a pena cada centavo porque esse lugar é realmente maravilhoso e sou maluca para conhecer!
    Fora que fiquei apaixonada pela companhia fofa que vocês arrumaram na estrada! haha! ^^
    Valeu

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário!
Digite seu nome