Fora de Foco | Foto 26

6

São Bento do Sapucaí, SP, Brasil. Abril de 2017

Adoro cachoeira e acho incrível como sua energia é capaz de nos envolver. A foto dessa semana da série Fora de Foco é fresquinha, foi feita hoje, e veio pra te mostrar como fotografar cachoeiras com esse efeito de véu, chamado de véu de noiva.

efeito véu de noiva

Como fotografar cachoeiras com efeito véu de noiva

Assim como na técnica de light painting, também vamos usar velocidades baixas de abertura para criar o efeito véu de noiva e por mais que você ache que não, é um efeito super simples e qualquer um é capaz de usá-lo!

Pra fotografar cachoeiras com efeito véu de noiva você vai precisar de:

  • Cachoeira! :)
  • Câmera com controle manual capaz de registrar exposições longas.
  • Tripé

Prepare-se. Procure o melhor ângulo pra fazer sua foto. Tome cuidado com a água, o chão escorregadio.

Saia do automático e arrisque-se no modo manual da sua câmera!

  • Faça o foco manualmente
  • Use valores baixos de ISO (100, ou menos).
  • Use o diafragma fechado (abertura f/11, f/16).
  • Escolha velocidades baixas (1″, 2″, 4″, dependendo da luminosidade do local).

Você também pode usar um filtro ND pra ‘escurecer’ o quadro e usar velocidades mais baixas ainda e também usar um polarizador pra minimizar possíveis reflexos na água.

Na hora de mergulhar não se esqueça de guardar a câmera, hein?!


Salve essa dica fotográfica no Pinterest pra não esquecer!

efeito véu de noiva


Continue Acompanhando a Série Fora de Foco!


Por que Fora de Foco?!

Fora de Foco é uma referência a autobiografia do fotógrafo Robert Capa,Ligeiramente Fora de Foco‘, muito conhecido por seu trabalho como fotógrafo de guerra e autor da frase ‘Se sua foto não está boa, é porque você não está perto o suficiente‘, uma grande influência no modo como fotografo.

Capa descrevia suas imagens de guerra como “ligeiramente fora de foco, e um pouco sub-expostas” e assim como a própria guerra, as imagens de um bom fotógrafo têm que ser capazes de transmitir sensações. Medo, angústia, tensão. É isso! A fotografia tem essa incrível capacidade de transmitir sensações e sentimentos através de uma única imagem.

É o que faz da fotografia uma das mais fantásticas formas de expressão artística. Você não acha?!


Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM, e TWITTER


Compartilhar
Alessandra Fratus

Viajante, fotógrafa, e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 depois de defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão e gosta mesmo é de paisagem humana!

6 COMENTÁRIOS

  1. Muito boas dicas! Acrescento que dias nublados e os horários sem sol são mais fáceis para fotografar cachoeiras. O sol direto na queda d’água dificulta uma boa foto, mesmo com uso de filtros. 😉

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário!
Digite seu nome