Essa super lista com 23 dicas do que fazer em Belém e arredores vai te apresentar as melhores atrações da capital do Pará.

Moldada pela mistura das culturas dos negros escravizados, indígenas e europeus, Belém é uma das capitais mais interessantes da Amazônia. Mais brasileira impossível!

O que fazer em Belém: 11 dicas imperdíveis na capital do Pará

Conhecida por abrigar a festa do Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo, Belém também oferece sabores únicos, belezas amazônicas e muita história, dentro e fora de museus.

Tudo isso e mais um pouco com vista para as águas peroladas da baía do Guajará. E ai de quem diga que essas águas são barrentas, hein?!

As águas peroladas da baía do Guajará

Saiba quais são os melhores pontos turísticos e atrações da cidade, a melhor época para visitar e descubra 4 destinos fantásticos para fazer um passeio bate-e-volta.

Quer saber o que fazer em Belém? Vem comigo!


Leia também: Roteiro de viagem de 7 dias no Pará


Como chegar e quando ir

O Aeroporto Internacional de Belém Val-De-Cans (BEL) é a principal porta de entrada para quem visita Belém. O aeroporto recebe voos diretos das principais capitais brasileiras, como São Paulo (3 horas), Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, entre outras.

A época de chuvas vai de dezembro a abril, e a seca de maio a outubro.

No segundo final de semana de outubro acontece em Belém o Círio de Nazaré, o maior evento da cidade. Se você decidir vir nessa época, prepare-se para multidões.


Alugue um carro!

Uma ótima maneira de conhecer Belém é alugando um carro. Nós sempre usamos o site da Rentcars para comparar preços de diferentes locadoras em uma única plataforma.

A Rentcars garante o melhor preço, as melhores condições, com pagamento em real, parcelado no cartão de crédito e sem iof.

FAÇA JÁ UMA COTAÇÃO


O que fazer em Belém: 23 dicas imperdíveis para conhecer o melhor da cidade e arredores

Essas 23 dicas imperdíveis do que fazer em Belém vão te deixar com água na boca e morrendo de vontade de conhecer a cidade.

No final do post, um bônus: 3 roteiros de viagem redondinhos com dicas do que fazer em Belém em 2, 3 e 4 dias de viagem. Prepare o seu coração e vamos tremer em Belém do Pará!


1. Visite o Mercado Ver-o-Peso

A primeira e talvez mais importante dica do que fazer em Belém que é: visite o Mercado Ver-o-Peso. O Veropa – para os íntimos – é o coração pulsante de Belém desde 1626.

Dica do que fazer em Belém: Mercado Ver-o-peso

Localizado no Boulevard Castilhos França, na Campina, às margens do rio Guamá, na baía de Guajará, era ali que funcionava a Casa do Haver-o-Peso, um importante entreposto fiscal onde se media o peso das mercadorias e os impostos devidos à Coroa Portuguesa. Tanto de produtos amazônicos, quanto de produtos que chegavam da Europa.

Com o passar do tempo o Ver-o-Peso, transformou-se em um dos maiores mercados a céu aberto da América Latina e importante ponto turístico, cultural e econômico de Belém.

O que fazer em Belém: Mercado Ver-o-peso

Aventurar-se pelo Ver-o-Peso é se lançar em uma experiência antropológica pelas cores e os sabores do Pará.

A feira ao ar livre é dividida em 16 setores e é um excelente lugar para comprar produtos que você só encontra nessa região, como a castanha do Brasil (quebrada ali na hora), o tucupi, a maniva, as farinhas e muito mais!

Dica do que fazer em Belém: quebrador de castanha do Brasil

E ‘cuidado’ com os perfumes e garrafinhas de Beth Cheirosinha e da Tia Coló, hein?! São verdadeiras poções mágicas!

Dicas do que fazer em Belém: perfumes e garrafinhas


Em 1977, o Ver-o-Peso foi tombado pelo IPHAN. Além da feira livre, outras construções históricas importantes fazem parte do complexo: Mercado de Carne, Mercado de Peixe, o Solar da Beira, Praça do Relógio, Praça Dom Pedro II, Doca de Embarcações, a Feira do Açaí e a Ladeira do Castelo.


Leia também: Padrões paraenses, uma busca fotográfica pelo Pará


2. Conheça o Mercado de Carnes Francisco Bolonha, Mercado do Peixe e Solar da Beira

Depois de passear pelo mercado ao ar livre, não deixe de visitar e fotografar outros 3 edifícios históricos importantes do complexo Ver-o-Peso:

  • Mercado do Peixe
  • Solar da Beira
  • Mercado Francisco Bolonha

O Mercado do Peixe, também chamado de Mercado de Ferro, foi construído em 1897 e também teve toda sua estrutura trazida da Europa. O Mercado é abastecido pelos peixes trazidos por balanceiros e peixeiros que fazem o comércio na Pedra do Ver-o-Peso há gerações.

Dica do que fazer em Belém: Complexo Ver-o-Peso

A Pedra é a calçada que margeia essa parte da baía do Guajará, bem perto do Mercado de Peixe. Aproveite para aprender mais sobre as espécies de peixe únicas desta região.

Dica do que fazer em Belém: Pedra do Peixe

O Solar da Beira é outro edifício histórico importante nessa região de Belém. O prédio está fechado, mas você pode admirar e fotografar a sua fachada.

Dica do que fazer em Belém: Solar de Beira

Já o Mercado Francisco Bolonha ou Mercado de Carne é um dos cartões postais de Belém, famoso por sua arquitetura.

O edifício foi construído em 1867 e remodelado em 1908, com projeto do engenheiro Francisco Bolonha, que trocou a estrutura de madeira por uma estrutura de ferro fundido importada da Europa.

Tem pouco tempo em Belém?

Invista em um city tour de 1 dia (com almoço incluso) ou um passeio de meio dia. Ambos incluem a visita ao complexo Ver-o-Peso.


3. Madrugue na Feira do Açaí

Continuando nossa lista de coisas imperdíveis para fazer em Belém, temos a Feira do Açaí, que acontece todas as madrugadas ao lado do Ver-o-Peso.

O que fazer em Belém: Feira do Açaí

Todos os dias, antes do Sol nascer, dezenas de embarcações ancoram às margens do rio Guamá para abastecer a cidade com toneladas e toneladas de açaí proveniente das ilhas de Belém e de outras localidades ao longo dos rios amazônicos.

O que fazer em Belém: Feira do Açaí

Visitar a Feira do Açaí é uma daquelas experiências únicas que você só vai conseguir fazer em Belém, e para mim esse é o jeito certo de entender a cidade. Saber como ela funciona, quem são as pessoas que a habitam, quais são seus hábitos.

O Pará é responsável por 85% da produção nacional de açaí, cerca de 820 mil toneladas ao ano. Não é à toa que o fruto é o símbolo do estado.

Dica do que fazer em Belém: Feira do Açaí

Por outro lado, para conhecer a Feira do Açaí tem que acordar cedo e enfrentar o escuro da madrugada. Sei que não é para todo mundo.

Se não é pra você, não desista! Ainda tem muita coisa legal para fazer em Belém!

Leia também: A lenda do açaí, o rei da região Norte do Brasil


4. Passeie pelo Forte do Presépio e Complexo Turístico Feliz Lusitânia

Outra excelente atração em Belém, na Cidade Velha, é o Forte do Presépio, também chamado de Forte do Castelo de Belém, construído em 1616.

Dicas do que fazer em Belém: Forte do Presépio

O Forte do Presépio faz parte do Complexo Feliz Lusitânia – era assim que os colonizadores portugueses costumavam chamar Belém -, que rodeia a Praça Dom Frei Caetano Brandão, no centro histórico de Belém (a 350 metros do Ver-o-Peso) e inclui outras atrações. São elas:

  • Casa das Onze Janelas
  • Museu de Arte Sacra (Igreja de Santo Alexandre)
  • Museu do Encontro
  • Catedral Metropolitana de Belém (Igreja da Sé e Palácio Episcopal)
  • Ladeira do Castelo (Rua Siqueira Mendes)

A fortaleza foi a primeira construção da cidade e local de sua fundação. Ela tinha o intuito de proteger a cidade e a região amazônica de invasores holandeses e franceses.

Hoje em dia funciona como museu, guardando relíquias de guerra, como canhões originais intactos e vista privilegiada da baía do Guajará.

Canhão no Forte do Presépio em Belém do Pará

5. Visite o Museu do Encontro

O pequeno Museu do Encontro, dentro do Forte do Presépio é uma das joias raras dessa lista de o que fazer em Belém. Não perca!

Lá você encontrará um acervo belíssimo de cerâmicas tapajônicas e marajoaras raríssimas, anteriores a chegada dos portugueses. Além de outros vestígios arquitetônicos de vários períodos da fortaleza.

Ver esse conjunto de cerâmicas ao vivo já vale a visita!

O que fazer em Belém: Museu do Encontro

Que tal viajar até Icoaraci para conhecer o maior centro de produção artesanal de cerâmica do Pará?


6. Passeie pela Casa das Onze Janelas

Outro destaque do complexo turístico Feliz Lusitânia é o prédio que abriga a Casa das Onze Janelas, um dos mais importantes centros culturais do Pará e da região Norte do Brasil.

Originalmente projetado pelo arquiteto italiano Antonio Landi, no século XVIII, o prédio em estilo colonial abriga um belo acervo de arte contemporânea, um café e um bom lugar para ler um livro às margens da baía do Guajará.

Dicas do que fazer em Belém: Casa das 11 Janelas

7. Visite o Museu de Arte Sacra (Igreja de Santo Alexandre)

O Museu de Arte Sacra é composto pela Igreja de Santo Alexandre e pelo Palácio Episcopal (antigo Colégio de Santo Alexandre).

A igreja, que foi inaugurada em 1719, é um belo exemplo da arquitetura jesuítica no Brasil (barroco Amazônico). O espaço foi restaurado recentemente e além de abrigar um acervo de arte sacra incrível, também funciona como ‘palco’ para espetáculos teatrais e recitais.

Dica do que fazer em Belem: Museu de Arte Sacra

8. Passe um fim de tarde na Estação das Docas

A Estação das Docas é uma das atrações imperdíveis em Belém. O complexo turístico e gastronômico ocupa 500 metros de orla fluvial do antigo porto de Belém, construído no século XIX.

O que fazer em Belém: Estação das Docas

Dentro dos três galpões de ferro inglês que foram restaurados, você encontrará restaurantes, bares, espaço para eventos e até um terminal de passageiros.

Dica do que fazer em Belém: restaurantes na Estação das Docas

Na Estação das Docas você poderá matar 3 coelhos como uma cajadada só:

  • Experimente a gastronomia paraense no tradicional restaurante Lá em Casa.
  • Tome um sorvete na famosa Sorveteria Cairu, um clássico paraense.
  • Termine – ou comece – a noite degustando as cervejas da Amazon Beer, a cervejaria da Amazônia. A IPA com cumaru da Amazon Beer não tem erro. Pode pedir!

Dicas do que fazer em Belém: tomar um chopp na Amazon Beer

Do lado de fora, na orla do complexo, você pode aproveitar uma belíssima vista para a Baía do Guajará e garantir uma foto com os famosos cartões postais da Estação: os guindastes fabricados nos Estados Unidos, no começo do século XX.

Nem guindaste vai te tirar da Estação das Docas. Pode apostar!

Dica do que fazer em Belém: visitar a Estação das Docas

9. Faça o melhor passeio de barco em Belém

É também da Estação das Docas que sai, de terça a domingo, às 17h30, o passeio fluvial Orla ao Entardecer, da Valeverde Turismo, o melhor passeio de barco em Belém.

O passeio é BEM turistão, já aviso logo de cara, mas ao mesmo tempo é muito interessante fazer uma viagem pelos ritmos do Pará e do norte do Brasil.

Dica do que fazer em Belém: o melhor passeio de barco da cidade

Com música – e animação – ao vivo, aproveite o fim de tarde para tomar uma deliciosa caipirinha, dançar carimbó e assistir ao pôr do sol na baía do Guajará com uma vista privilegiada.

Pode anotar, esse é um dos passeios que você tem que fazer em Belém!

Leia Também: Orla ao entardecer, o melhor passeio de barco em Belém


10. Visite o Mangal das Garças

Eu costumo dizer que se você só tiver um dia em Belém, vá ao Mangal das Garças. Pode anotar, este é um passeio não não pode ficar de fora da sua lista do que fazer em Belém!

Este belo parque zoobotânico é parte da revitalização de uma área alagada de 40.000 metros às margens do Rio Guamá, onde você pode ver, ao vivo e em cores, representantes da fauna e flora locais.

Dica do que fazer em Belém: visitar Mangal das Garças

Você já esteve em um borboletário? Já viu pessoalmente um açaizeiro carregado? E que tal presenciar a alimentação das garças, os bichos que dão nome ao parque? Te garanto que esse é um momento glorioso!

Dica do que fazer em Belém: Mangal das Garças

Aproveite a visita para ver a cidade do alto do Farol de Belém, uma imensa torre de observação (Farol de Belém).

Saber mais sobre a história da navegação no Museu Amazônico da Navegação e comer muito bem no delicioso restaurante Manjar das Garças, um dos melhores restaurantes de Belém.

Dica do que fazer em Belém: ver a cidade do alto da torre no Mangal das Garças

Leia também: Mangal das Garças, passeio imperdível em Belém


11. Conheça a história do Espaço São José Liberto

O Espaço São José Liberto é um local em Belém cheio de história. O espaço já foi um convento, quartel militar, hospital e abrigou, por longos anos, um presídio de segurança máxima.

Atualmente funciona como polo joalheiro e centro comercial e cultural, com espaço para eventos, lojas de artesanato, ateliês de diversos artistas e um pequeno museu que conta um pouco da história do próprio lugar.

Dica do que fazer em Belém: Espaço São José Liberto

12. Faça o tour guiado ao Theatro da Paz

Outra experiência que você só vai ter em Belém, é visitar o Theatro da Paz, um ícone da cidade e símbolo do auge do Ciclo da Borracha.

O Teatro tem estilo neoclássico e é uma réplica do Scalla de Milano. Foi fundado em 1878 e tem 900 lugares.

Dicas do que fazer em Belém: Theatro da Paz

Recomendo fazer a visita guiada, que acontece de terça a sexta, das 9h às 17h (com intervalo das 13h às 14h), das 9h às 12h aos sábados, e das 9h às 11h aos domingos. A visita é gratuita às quartas-feiras.

13. Aproveite os parques e praças de Belém

Para quem é adepto do slow travel ou curte fazer exercícios ao ar livre, uma boa dica do que fazer em Belém é conhecer as praças e parques mais famosos da cidade. São eles:

» Praça da República: essa bela praça é a casa do Theatro da Paz e um dos palcos do Círio de Nazaré. Aproveite a visita para passear pelos seus jardins e surpreenda-se!

Dicas do que fazer em Belém: Visitar Praça da República
Foto: Bruna Brandão – MTUR

» Praça Batista Campos: Construída no século XIX, inspirada na belle époque parisiense. Sente-se à sombra das mangueiras e samaumeiras e veja o tempo passar.

» Bosque Rodrigues Alves: abriga o Jardim Zoobotânico da Amazônia e foi inaugurado em 1883. O lugar é o refúgio perfeito para o calor da cidade e guarda mistérios de figuras do imaginário amazônico como a Curupira, o Mapinguari e a Iara.

É possível também vez diversas espécies de animais andando por ali.

Dicas do que fazer em Belém: Bosque Rodrigues Alves
Foto: Bruna Brandão – MTUR

» Parque da Residência: uma deliciosa área verde no meio de Belém, repleta de atrações e um restaurante, o Restô do Parque, que serve café ou almoço em meio ao verde.

Confesso que não é muito meu tipo de programa, ainda mais em uma cidade com tantas outras coisas interessantes para fazer. Mas se é o seu, vai fundo e descubra já foi chamada de Paris das Américas e também é conhecida como ‘a cidade das mangueiras.

Leia também: Onde ficar em Belém com segurança e conforto


14. Visite as igrejas mais famosas de Belém

É impossível fazer uma lista do que fazer em Belém e não falar da vocação de fé de cidade.

Recomendo uma visita às 2 igrejas mais famosas da cidade: a Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré, uma das únicas basílicas da Amazônia Brasileira.

Dica do que fazer em Belém: Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

E a Catedral Metropolitana de Belém, projeto do arquiteto italiano Antônio Landi, construída em 1782.

Dicas do que fazer em Belém: visitar a Catedral da Sé

Durante o Círio de Nazaré a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, uma réplica da imagem encontrada pelo caboclo Plácido e que deu início à tradição do Círio, sai da Catedral Metropolitana de Belém e segue em procissão até a Basílica.

Círio de Nazaré: época linda para visitar Belém do Pará

15. Viva o Círio de Nazaré em Belém

E por falar nele, quer conhecer Belém de verdade?! Visite a cidade durante o Círio de Nazaré, a maior manifestação religiosa do Brasil e uma das maiores do mundo.

Durante os dias das procissões, sempre no segundo final de semana de outubro, fiéis e curiosos lotam as ruas de Belém em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, cuja imagem vai às ruas em 12 romarias, percorrendo cerca de 140km.

Viver o Círio é uma experiência de arrepiar a alma.

O que fazer em Belém: Círio de Nazaré

A cidade é inundada por turistas brasileiros, estrangeiros, paraenses, as ruas ficam lotadas, os hotéis cobram pequenas fortunas nos pacotes turísticos, mas o esforço compensa. Foi uma das experiências mais fortes que já vivi.

Se você puder, pelo menos uma vez na vida, vá a Belém durante o Círio de Nazaré. Você não vai se arrepender.


Leia mais sobre o Círio de Nazaré:

16. Visite o Museu do Círio

Uma ‘solução’ para quem não teve a chance de viver o Círio de Nazaré é visitar o Museu do Círio, perto da Basílica.

No espaço a gente consegue entender em detalhes o amor e devoção a Nazinha (apelido carinhoso de Nossa Senhora de Nazaré).

Tem exposição de fotos dos Círios anteriores, uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré, peças de agradecimento de promesseiros, pedaços da corda e muito mais.

A visita é rápida mas emocionante. Vale a pena conhecer!

Dicas do que fazer em Belém: Museu do Círio de Nazaré

17. Passeie pelo Parque Zoobotânico e Museu Paraense Emílio Goeldi

O Parque Zoobotânico do Museu Goeldi, fundado em 1895 fica praticamente no centro de Belém.

A imensa área verde, com cerca de 5.4 hectares é a oportunidade perfeita para conhecer ao vivo e em cores espécies da fauna e flora amazônicas, como essa belíssima samaúma.

Dicas do que fazer em Belém: Parque Zoobotânico Emilio Goeldi

O Parque Zoobotânico e Museu Paraense Emílio Goeldi encontra-se temporariamente fechado por conta da pandemia.


18. Experimente a gastronomia paraense

A gastronomia paraense é um dos grandes motivos para conhecer Belém. Ingredientes únicos, sabores inusitados e muita personalidade fazem da culinária paraense uma verdadeira aventura.

A capital paraense recebeu recentemente o título internacional de Cidade Criativa da Gastronomia concedido pela Unesco e tornou-se uma referência mundial em gastronomia.

O que fazer em Belém: 23 dicas imperdíveis na capital do Pará

Não deixe de experimentar os pratos típicos da região, como tacacá, maniçoba, caruru, e os peixes frescos deliciosos, sempre acompanhados de arroz, farinha e açaí. Quero!

Confira essa seleção com mais de 13 dicas de lugares para comer em Belém para saber quais são os melhores restaurantes da cidade.


19. Aproveite a noite de Belém

Depois de um dia todo turistando, é claro que você deve estar se perguntando: o que tem para fazer em Belém à noite? Pois bem, eu tenho 3 super dicas para você!

A primeira, minha preferida da vida, é o bar Meu Garoto, famoso pela cachaça com jambu, um dos ingredientes mais famosos da culinária paraense, conhecido por suas propriedades ‘amortecedoras’.

O que fazer em Belém: provar a cachaça com jambu

Os paraenses dizem que, com jambu, a língua treeeme, mas ela fica é meio amortecida mesmo.

A próxima dica da lista de bares em Belém é o Palafita Bar, na Cidade Velha, pertinho da Igreja da Sé, onde estão os bares alternativos da cidade.

O bar é o lugar perfeito para tomar uma cervejinha com vista, sentindo a brisa da baía do Guajará.

Outra opção para se divertir na noite de Belém é o Studio Pub, no bairro de Batista Campos.

Leia também: Os melhores bairros e hotéis para se hospedar em Belém


O que fazer em Belém: 4 passeios bate-e-volta

Depois de conhecer as principais atrações turísticas de Belém, você pode se aventurar em 4 passeios rápidos bate-e-volta nos arredores da cidade.

20. Ilha do Combu

A visita à Ilha do Combu é um programa típico do belenense, quase obrigatório nessa lista do que fazer em Belém. Se for sábado então, melhor ainda!

Dicas do que fazer em Belém: Ilha do Combu

A Ilha do Combu fica a apenas 15 minutinhos de barco da praça Princesa Izabel, no bairro Condor e as melhores dicas ao chegar lá, são:

» Provar o chocolate Filha do Combu, feito por dona Nena, com cacau 100% plantado na própria ilha.

O passeio inclui degustação do chocolate do Combu e uma trilha para conhecer as plantações de cacau e a imensa samaúma que as ‘protegem’.

O que fazer em Belém: experimentar o chocolate do Combu

» Pirar com os grafittis do projeto Street River, um festival de arte urbana em plena Ilha do Combu, idealizado pelo artista paraense Sebá Tapajós.

» Comer no Saldosa Maloca, um restaurante na beira do rio que vai muita além de uma simples refeição. Dá para aproveitar e passar o dia tomando banho de rio e umas várias cervejinhas geladas.

O que fazer em Belém: Saldosa Maloca

Para fazer a travessia, é preciso entrar em contato com um barqueiro. Aos finais de semana de semana eles ficam à disposição na praça Princesa Izabel.

Para facilitar a sua vida, recomendo contratar um passeio com traslados para o hotel inclusos, já que é preciso do contato de um barqueiro para fazer a travessia.


Leia também: Chocolate da Ilha do Combu – a incrível história de dona Nena

21. Bate-e-volta de Belém: Ilha do Mosqueiro

Quer curtir uma praia em Belém?! Vá até a Ilha do Mosqueiro com almoço, a 80km de Belém. Lá você poderá curtir as águas calminhas da costa leste do rio Pará (um dos braços do rio Amazonas).

Recomendo contratar um passeio com traslados para o hotel e almoço incluídos.

22. Bate-e-volta de Belém: igarapés

Aventure-se pelas ‘estradas amazônicas’ em um passeio de barco pelos canais naturais que se formam entre os rios Guamá e Acará, os furos e igarapés.

Encha os pulmões com o ar da floresta amazônica e almoce em uma comunidade ribeirinha local para aprender mais sobre como é a vida ditada pelo curso dos rios.

O passeio inclui almoço.

23. Que tal dar um pulinho na Ilha de Marajó?

Sobrou um tempinho nessa sua viagem para Belém?! Que tal dar uma esticadinha até a Ilha de Marajó?!

Desde 2016 existe um barco rápido que faz a travessia Belém – Ilha de Marajó em menos de 2 horas.

Recomendo fazer o bate-e-volta? Não sei. Dá para contratar um tour de 1 dia na Ilha do Marajó, com direito a visita à Fazenda Araruna para aprender mais sobre os búfalos do Marajó.

Se você tiver mais tempo, com certeza vale a pena passar 2, 3 ou 4 dias explorando as duas principais bases turísticas do Marajó: Soure e Salvaterra.

Dica do que fazer em Belém: bate-e-volta até a Ilha do Marajó

Quer mais dicas? Temos um guia de viagem para a Ilha do Marajó com tudo o que você precisa saber e mais!


Roteiros de viagem para Belém

Ufa! Aposto que você não imaginava que tinha tanta coisa para fazer em Belém do Pará, né?!

Para te ajudar a organizar a sua viagem, preparei 3 roteiros de viagem resumidos com as melhores dicas do que fazer em Belém em 2, 3 ou 4 dias. Aproveite!

O que fazer em Belém em 2 dias em Belém do Pará

DIA 1: Madrugue na Feira do Açaí | Tome um café da manhã e dê um passeio pelo Ver-o-Peso | Conheça o Complexo Feliz Lusitânia | Visite o Mangal das Garças | Embarque no passeio fluvial Orla ao Entardecer | Tome uma cerveja na Amazon Beer.

DIA 2: Faça a visita guiada ao Theatro da Paz | Visite a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré e Museu do Círio | Passeie pelo Parque Zoobotânico e Museu Emílio Goeldi | Experimente a cachaça com jambu no Bar Meu Garoto.

O que fazer em Belém do Pará em 3 dias

DIA 1: Madrugue na Feira do Açaí | Tome um café da manhã e dê um passeio pelo Ver-o-Peso | Conheça o Complexo Feliz Lusitânia | Visite o Mangal das Garças | Embarque no passeio fluvial Orla ao Entardecer | Tome uma cerveja na Amazon Beer.

DIA 2: Faça a visita guiada ao Theatro da Paz | Visite a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré e Museu do Círio | Passeie pelo Parque Zoobotânico e Museu Emílio Goeldi | Experimente a cachaça com jambu no Bar Meu Garoto.

DIA 3: Aproveite o dia extra para ir até a Ilha do Combu

O que fazer em Belém do Pará em 4 dias

DIA 1: Madrugue na Feira do Açaí | Tome um café da manhã e dê um passeio pelo Ver-o-Peso | Conheça o Complexo Feliz Lusitânia | Visite o Mangal das Garças | Embarque no passeio fluvial Orla ao Entardecer | Tome uma cerveja na Amazon Beer.

DIA 2: Faça a visita guiada ao Theatro da Paz | Visite a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré e Museu do Círio | Passeie pelo Parque Zoobotânico e Museu Emílio Goeldi | Experimente a cachaça com jambu no Bar Meu Garoto.

DIA 3: Aproveite o dia extra para ir até a Ilha do Combu

DIA 4: Visite a Ilha do Mosqueiro ou faça um bate-e-volta até a Ilha de Marajó

Mapa dos pontos turísticos de Belém do Pará


Leia também: Aprenda a usar um mapa personalizado do Google para organizar seu roteiro de viagem


Leia mais dicas de viagem para o Pará


RESOLVA SUA VIAGEM

18 COMENTÁRIOS

  1. Aqui é a Paulo Miranda, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

  2. Adorei o post. Já estive em Belém e agora estou pesquisando para voltar com mais informações e aproveitar muito mais. PARABÉNS.
    Você poderia nos falar um pouco sobre a arquitetura e os azulejos portugueses???

  3. Olá tudo bem? Precisei deixar esse comentário pra dizer que amei seu site.

    Muito conteudo de qualidade mesmo. Continue assim!

  4. Oi Alessandra. Que post completo e delicioso de ler. Nem dá para escolher qual atração que iria, quero todas…Eu não sei quando vou poder conhecer Belém, embora tenha muita vontade. Mas vou mostrar este post pra umas amigas de lá que vivem aqui em Paris, para que elas matem a saudade.

  5. Faz tempo que estou “devorando” todas as dicas de vocês sobre Belém, e quase fomos esse ano… espero que ano que vem role, porque eu sei que vou AMAR esse lugar! ;-)

  6. Ale, concordo com as 11 dicas, também fiz tudo e aprovei. Belém é demais, uma das minhas cidades favoritas no Brasil! Em poucos lugares se comem tão bem como em Belém, e eu amo o ver o peso! :D que delícia voltar pra lá com seu post…

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário!
Digite seu nome