Quer ver baleias em Santa Catarina? Então você tem que percorrer a Rota da Baleia Franca, no belíssimo litoral sul de Santa Catarina. Fizemos uma viagem de 4 dias pela rota e foi pura emoção. Avistamos inúmeras baleias francas dando um verdadeiro show na natureza.

Surfista e baleia em Santa Catarina

O tempo nublado e com períodos de chuva, naquele começo de setembro, não atrapalhou em nada a nossa experiência, houve até quem dissesse que por conta disso, muito provavelmente, conseguimos avistar tantas baleias. Será?!

O fato é que percorrer a Rota da Baleia Franca é uma viagem surpreendente. Além do avistamento de baleias esse roteiro oferece praia, ecoturismo, cultura, história e ótima gastronomia.

Neste post conto tudo o que você precisa saber sobre observação de baleias em Santa Catarina e sobre a Rota da Baleia Franca. Prepare seu coração. Vê-las assim, livres e tão pertinho é a coisa mais linda do mundo. Uma emoção única!

Leia o post completo ou navegue por tópicos

As baleias em Santa Catarina

O litoral sul catarinense é o destino das baleias francas, que ao término do verão no hemisfério sul, deixam as áreas de alimentação, próximas à Antártica, em busca de águas mais quentes, tranquilas e rasas para acasalar, parir e amamentar os filhotes.

As baleias permanecem ali durante o inverno e a primavera e depois desse período, com os filhotes mais fortes e espertos, é hora de fazer o caminho de volta.

Onde ver baleias em Santa Catarina

O grande barato de avistar baleias em Santa Catarina, é que elas ficam a poucos metros da costa, então é possível avistá-las da praia mesmo. O maior barato!

Onde ver baleias em Santa Catarina: a Rota da Baleia Franca

Laguna, Imbituba e Garopaba são os três municípios catarinenses que fazem parte da Rota da Baleia Franca. Laguna é a cidade que fica mais distante de Florianópolis, cerca de 130 km de distância, e Garopaba a mais próxima, aproximadamente 100 km.

A Rota da Baleia Franca fica em uma Área de Proteção Ambiental (APA) que foi criada no ano 2000. A APA da Baleia Franca abrange uma área de 156 mil hectares e 130km de costa marítima, desde o sul da Ilha de Santa Catarina até o Balneário Rincão. Ela protege tanto as enseadas, com maior concentração das baleias e seus filhotes, quanto importantes áreas terrestres.

» Como chegar

A maneira mais fácil e prática de fazer esse roteiro para ver baleias em Santa Catarina é alugar um carro no aeroporto de Florianópolis e percorrer a parte do litoral sul do estado que faz parte da Rota da Baleia Franca.

Um carro econômico é suficiente para fazer essa viagem já que as estradas estão em boas condições.

A melhor maneira de percorrer a Rota da Baleia Franca é de carro

Uma boa dica para economizar é acessar um comparador online para pesquisar preços de locadoras de uma vez só, em uma única plataforma. Nós usamos e recomendamos o site da RentCars, que tem o melhor preço e as mehores condições, como parcelamento no cartão de crédito!

FAÇA UMA COTAÇÃO GRÁTIS

» Hospedagem na Rota da Baleia Franca

As três cidades que fazem parte da Rota da Baleia Franca possuem ótimas opções de hospedagem. O bom é que na época de avistamento das baleias, por ser fora da temporada de verão, as pousadas oferecem preços atrativos. Certamente você vai encontrar bons preços.

📍Imbituba | Escolhemos Imbituba, a Capital Nacional da Baleia Franca, como a nossa base na Rota da Baleia Franca. Dividimos nossa hospedagem em duas, nos primeiros dois dias ficamos no centro da cidade, no Praia Hotel Imbituba (★ 8.8) e nos outros dois dias escolhemos ficar na Lagoa de Ibiraquera, na Hospedaria Ponta da Piteira (★ 8.8). Ambos excelentes!

Outra ótima opção é a Villa Gardena Suites (★ 9.9), na Praia do Rosa. Veja todas ofertas de hospedagem em Imbituba.

📍Garopaba | A Pousada da Praia (★ 9.4) tem nota 9,.4 no Booking, suítes aconchegantes e fica de frente para o mar. A Mares do Sul Pousada (★ 9) fica próxima à Praia de Garopaba, tem quartos com ar condicionado e varanda com redes. Veja mais opções de hospedagem em Garopaba.

📍Laguna | A Pousada Barra Sul (★ 9.1) é nova e fica na Ponta da Barra. A pousada tem quartos completos e com ar condicionado, vista pra lagoa, café da manhã incluso, wifi e estacionamento gratuitos. Veja outras opções de hospedagem em Laguna.

» Tenho que contratar guia?

Nessa viagem contamos com o serviço de guias especializados, que contribuíram muito em nossa missão de avistar as baleias francas em Santa Catarina. Devo dizer que foi essencial ter a companhia dos guias. Eles sabem onde te levar para ter a melhor experiência possível.

O Julio César nos acompanhou em Imbituba e Laguna e nos ensinou o passo a passo para aprender a avistar as baleias da praia. Ele tem 17 anos de experiência em obervação orientada de baleias e é o cara! Ele faz passeios por terra e a observação embarcada. Visite o perfil dele no Instagram (Baleias à Vista) para ver as fotos dele, que são de babar.

Guia Julio César, um dos grandes nomes da Rota da Baleia Franca em Santa Catarina

Para informações sobre os seus roteiros e contratar seus serviços você pode enviar um e-mail para receptivobaleias@hotmail.com ou pelo celular (48) 99948-2224 (Whats App).

Já em Garopaba, tivemos como companheiros de aventura o pessoal da Ao Sul Natural. Para saber mais sobre os passeios e reservar o seu passeio acesse o site.

» Vou ver baleias?

É bom deixar claro que por se tratar de natureza não há garantia de que você verá as baleias. Porém, contando com a experiência de um guia local, suas chances aumentam consideravelmente. Concorda?!

Nós vimos dezenas de baleias nos 4 dias de Rota e ficamos totalmente apaixonadas e viciadas na adrenalina diferente da observação de baleias. Tenho certeza que você também vai amar. Aliás, é um ótimo programa para os baixinhos também. Recomendo para a família toda!

Eu e Alessandra em plena observação de baleias francas em Santa Catarina
Foto: Julio Cesar / Baleias à Vista

Nosso amigo Rafa, do Esse Mundo é Nosso, teve uma experiência diferente da nossa na Rota da Baleia Franca e tem um post muito legal sobre a Rota da Baleia Franca. Vale a leitura!


Leia também: Como é fazer um safári na África do Sul


Baleia Franca: características e curiosidades

Antes de te contar mais sobre o avistamento das baleias em Santa Catarina, aqui vão algumas informações interessantes sobre estes grandes cetáceos. Animais interessantíssimos e com uma inteligência fenomenal.

O nome científico da baleia franca austral, espécie encontrada em Santa Catarina, é Eubalaena Australis. A coloração de seu corpo varia do preto ao acinzentado, com manchas brancas. Há indivíduos parcialmente albinos, que têm a maior parte do corpo branca.

A baleia franca fêmea adulta tem até 18 metros de comprimento e pesa até 60 toneladas, já o macho chega a medir 16 metros. O período de gestação da baleia é de um ano e seu filhote nasce com 4 toneladas e aproximadamente 4 metros.

Características e tamanho da baleia franca austral

E já que estamos falando em grandes números, dá para acreditar que os filhotes mamam 200 litros de leite por dia e engordam cerca de 50 kg por dia nas primeiras semanas de vida?! Com esse trabalho todo, as baleias francas têm, em média, um filhote a cada três anos.

Como característica marcante, as baleias francas possuem calosidades no alto e nas laterais da cabeça, que são como a impressão digital de cada indivíduo e que permitem a sua identificação visual. Outras duas características são, o seu esguicho em forma de “V” que chega a atingir de 5 a 8 metros e o formato trapezoidal de suas nadadeiras peitorais.

Esguicho em V típico das baleias francas

De caça a atração turística

A caça às baleias no litoral catarinense existia desde o Brasil-Colônia e só foi proibida em 1973. A primeira Armação baleeira em Santa Catarina foi montada ainda no século XVIII, entre 1740 e 1742.

A dócil e tranquila baleia franca sempre foi um alvo mais vulnerável. Não é a toa que em inglês o nome dela é ‘right whale’, ‘baleia certa’ ou caça mais fácil. O mais curioso é que a caça nas armações de baleias em Santa Catarina não tinha como objetivo o consumo e processamento de carne. Eles usavam a grossa camada de gordura das baleias para produzir óleo para iluminação e argamassa usada em construções.

Com a proibição da caça, as baleias francas, que haviam sido consideradas extintas em águas brasileiras, começaram a voltar, aos poucos. Hoje em dia elas dão um show! Só para você ter uma ideia, foram avistadas mais de 300 baleias em Santa Catarina em 2018. Número superior à média dos últimos 3 anos. É ou não é para comemorar?

Quando ver baleias em Santa Catarina

A temporada das baleias francas vai de julho a novembro, mas a melhor época para avistar baleias em Santa Catarina é de meados de agosto a meados de setembro, o ápice da concentração de baleias francas na região. A recomendação é de no mínimo 3 dias de viagem para conseguir avistar as baleias.

No dia 8 de julho, foram avistadas as primeiras baleias francas da temporada 2019.

Onde ver baleias em Santa Catarina

Roteiro de 4 dias pela Rota da Baleia Franca

Detalho abaixo o roteiro de 4 dias pela incrível Rota da Baleia Franca, em Santa Catarina.

Dia 1 – Imbituba

Chegamos em Imbituba perto da hora do almoço. Fizemos o check in no Praia Hotel Imbituba, demos um giro para conhecer o hotel, que é um charme e tem um observatório de baleias muito legal.

Praia Hotel Imbituba, em Santa Catarina

O Julio César nos encontrou no hotel e de lá partimos para o primeiro ponto do nosso passeio para ver as baleias, a Praia da Ribanceira, para tentar ver uma baleiazinha que fosse. Afinal de contas, essa era a meta da viagem.

» Praia da Ribanceira

A Praia da Ribanceira é considerada um berçário natural das baleias francas que visitam Santa Catarina. E não é que demos sorte já na primeira parada em um mirante no alto de uma colina?!

Depois de apenas alguns minutos avistamos as primeiras baleias das nossas vidas. Mãe e filhote. Foi muito empolgante!

Baleia franca austral e seu filhote, na praia da Ribanceira, em Santa Catarina

Ah, uma boa dica é levar um binóculo para conseguir ver as baleias bem de perto e se você quiser fotografar também, recomendo que você leve uma teleobjetiva ou uma câmera com bastante zoom para conseguir pegar os detalhes das baleias.

Eu levei uma 70-200mm e ‘faltou’, viu… Ficamos um tempo por ali, curtindo, fotografando e vibrando a cada nova aparição. E olha que foram muitas! As baleias estavam bem exibidas e até o som delas deu para escutar. Emoção total.

Dicas para fotografar baleias em Santa Catarina
Foto: Julio Cesar / Baleias à Vista

A grande vantagem de contar com um guia local super experiente é que ele sabe onde estão as baleias e tem experiência em avistamentos. Logo no início do passeio, o Julio disse que devíamos ficar atentas ao esguicho de água no mar. Já pega essa dica! Concentre-se em visualizar um borrifo na vastidão do mar pois logo depois de borrifar a baleia aparece e se você der sorte pode até rolar um salto.

Dicas para avistar baleias em Santa Catarina

» Almoço no Restaurante Tartaruga

Muitas baleias depois, e a fome apertou! Fomos almoçar no Restaurante Tartaruga. O lugar é descontraído, de frente para a praia de Ibiraquera e a comida com aquele gostinho de comida caseira, sabe?!

Comemos peixe com acompanhamentos. Tudo uma delícia. Ainda bebemos a ótima cerveja local Imbé. Nada melhor para brindar esse comecinho da nossa viagem pela Rota da Baleia Franca, que já dava sinais de que seria inesquecível.

Almoço no restaurante Tartaruga, em Imbituba, santa Catarina

» Instituto Australis

Depois do almoço fomos visitar a sede do Instituto Australis/Projeto Baleia Franca, na Praia de Itapirubá Norte. Lá tivemos uma verdadeira aula sobre as baleias francas. O centro de visitantes, tem entrada gratuita e funciona o ano todo, sendo que na temporada das baleias (de 15 de julho a 30 de novembro), tem funcionamento de terça a domingo, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

O Instituto Australis fica em frente à praia, tem um deck observatório de baleias, a réplica de uma baleia franca austral em tamanho real e muitos outros itens informativos, além de uma lojinha com produtos exclusivos. Vale a visita!

Sede do Instituto Australis em Imbituba, Santa Catarina

Dia 2 – Laguna

Segundo dia de Rota da Baleia Franca e ainda estávamos encantadas com o balé das baleias no mar, do dia anterior. Queríamos mais! Logo cedo, o nosso guia Julio César nos encontrou no Praia Hotel Imbituba (★ 8.8) e partimos para Laguna, cidade vizinha à Imbituba, aproximadamente 37km de distância.

Laguna é terra natal de Anita Garibaldi e seu centro histórico com conjunto arquitetônico formado por mais de 600 imóveis, incluindo o museu Anita Garibaldi e a casa onde ela viveu, foi tombado pelo IPHAN em 1985.

Centro de Laguna, SC, tombado pelo IPHAN

Nossa primeira parada em Laguna foi no Molhes da Barra, uma “península” de pedras com cerca de 1,5Km de extensão, e onde as águas da lagoa desembocam no mar. Fomos, de carro, até o ponto mais ao norte do Molhes, onde ficam um farol e um mirante. Dali se tem uma bela visão do mar e é claro que vimos baleias! Mas a ansiedade agora era para ver os botos! Sim, em Laguna tem botos!

» Botos em Santa Catarina

É na Ponta da Barra, mais especificamente no canal paralelo ao Molhes, onde ficam os pescadores que realizam a pesca artesanal com auxílio dos botos. Um dos melhores exemplos de protocooperação do mundo.

Pesca com auxílio dos botos em Laguna, SC

Os botos ajudam os pescadores. Eles cercam os cardumes, empurram os peixes em direção aos pescadores, dão o aviso e então os pescadores arremessam as tarrafas. Em troca, os botos conseguem capturar muitos desses peixes durante o arremesso das tarrafas, quando os peixes tentam escapar. É o tal do se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

Bom, não preciso dizer que piramos assistindo a mais esse belo espetáculo!

Tradicional pesca com botos em Laguna, SC

» Farol de Santa Marta

Pegamos a balsa (de carro) até o Cabo de Santa Marta onde está localizado
o Farol de Santa Marta, o maior das Américas. A dica aqui é apreciar a vista do alto, e que vista!

Farol de Santa Marta em Santa Catarina

É nessa região também que fica um dos maiores sambaquis do mundo. O sambaquis, amontoados de conchas, são sítios arqueológicos de grande importância, em Laguna existem dezenas deles.

Sambaquis em Santa Catarina

Depois do passeio pelo Farol de Santa Marta, voltamos pra Ponta da Barra e almoçamos no Geraldo Restaurante. Foi maravilhoso! De entrada casquinha de siri e de prato principal camarão com catupiry, isso tudo com a vista para a lagoa dos botos pescadores. Ah, os botos, que amor!

Almoço no restaurante Geraldo, em Laguna

Depois do almoço fizemos um breve passeio pelo centro histórico da cidade. Laguna é uma cidade de grande riqueza histórica e cultural. Acabei me arrependendo um pouco de não termos dado a atenção necessária a esses atrativos da cidade. Mas é que estávamos muito na vibe baleias e botos. Terei de voltar!

Dia 3 – Barra de Ibiraquera

Dia de deixar o centro de Imbituba rumo à Barra de Ibiraquera, não sem antes dar mais uma passadinha na Praia da Ribanceira para contemplar o visual e ver mais baleias. Confesso que ficamos totalmente fissuradas em ver baleias!

Almoçamos e partimos para a maravilhosa Hospedaria Ponta da Piteira . Check in feito, hora de aproveitar a tarde nesse lugar mágico. Foi uma ótima escolha passar duas noites nessa pousada dos sonhos. Olha só a vista do nosso quarto!

Vista do nosso chalé na Hospedaria Ponta da Piteira

A noite jantamos no restaurante Sapore Di Pasta, comandado pelo Chef Cacá Borges. O restaurante fica anexo à linda Pousada Morada dos Bougaivilles (★ 9.2), na Praia do Rosa e a comida é nota 1000. Excelente experiência!

Dia 4 – Garopaba

Logo cedo, o Felipe e o Jean da Ao Sul Natural nos buscaram na Hospedaria Ponta da Piteira. Rumamos para Garopaba para dar início à nossa ‘Busca Baleeira’.

Primeira parada Praia da Gamboa, um dos melhores pontos de observação de baleias em Garopada. Que lugar lindo! O tempo estava mais aberto e o visual surpreendeu. Assim como todos os saltos que vimos. As baleias estavam super ativas nesse dia!

Salto de baleia franca no litoral sul de Santa Catarina

Ficamos um bom tempo observando as baleias da praia e depois fomos para um mirante no alto de uma colina. Igualmente belo!

Mirante para avistamentos de baleias em Santa Catarina

Depois de fotografar muito e ver dezenas de baleias, seguimos nosso caminho até Garopaba, com uma passagem rápida em um mirante para ver a Lagoa do Coração, que obviamente, tem formato de coração! S2!

Lagoa do Coração, em Garopada

Em seguida, fomos almoçar no Ygarapaba Restaurante, no centro de Garopaba, que tem buffet com opções de saladas e pratos quentes, e churrasco. Adoramos Garopaba

Na Praia de Garopaba, aprendemos mais sobre a história dos pescadores da região, onde costumava ficar a Armação São Joaquim, instalada ali em 1793. Também visitamos um sítio lítico nas proximidades muito interessante. Será que os antigos moradores dessa região já tinham contato com as baleias?!

Sítio lítico em Garopaba, Santa Catarina

Sítio lítico em Garopaba, Santa Catarina

Para fechar o passeio com chave de ouro, visitamos a cervejaria Phare, a primeira microcervejaria de Garopaba, que produz uma APA (American Pale Ale) chamada Baleia Franca.

Visita a cervejaria Phare, em Garopaba

O mais legal é que eles fazem a versão 600ml e a 300ml em homenagem às baleias mães e seus filhotes. Não é muito fofo?


Leia também: 13 experiências cervejeiras pelo mundo


Observação embarcada de baleias em Santa Catarina

Depois de algumas decisões judiciais, a favor e contra, o turismo embarcado de observação de baleias em Santa Catarina foi liberado temporariamente, por um período de 30 dias, enquanto as baleias francas ainda estarão no Brasil e com acompanhamento do ICMBio.

Essa decisão, que saiu no dia 20/9/2019, é provisória e se você deseja fazer o passeio embarcado sugiro consultar o guia Júlio Cesar para ter maiores informações, através do e-mail receptivobaleias@hotmail.com ou pelo celular (48) 99948-2224 (Whats App)

A Rota da Baleia Franca, em SC | No Mapa

Confira as principais dicas desse nosso roteiro para ver baleias em Santa Catarina, no mapa interativo abaixo.


Leia também: Aprenda a usar o Google My Maps para planejar o seu roteiro de viagem


Turismo para ver baleias no Brasil

Além da observação de baleias francas em Santa Catarina, é possível avistar baleias em outros lugares do Brasil. As baleias jubarte podem ser avistadas no litoral do Rio de Janeiro, Espírito Santo e da Bahia.

As baleias jubartes também migram da Antártica para o litoral brasileiro, de julho a novembro, em busca de águas mais quentes. O maior berçário de jubartes no Brasil fica no arquipélago de Abrolhos, na Bahia. Neste período do ano, você também pode fazer observação de baleias na Praia do Forte, em Porto Seguro e em Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro.

Curta a página do Tô pensando em viajar no Facebook

Leia mais dicas da Rota da Baleia Franca


Salve essas dicas no Pinterest

Saiba tudo sobre a Rota da Baleia Franca. Como chegar, onde ficar, e todas as dicas práticas para ver baleias em Santa Catarina!


14 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde.

    Não há necessidade de pagar guias para ver as Baleias. É possível ir a qualquer ponto de visualização pois lá tudo é aberto e de fácil acesso. Fica a dica!!!! Não paguei e vi igual a quem pagou.

  2. Bom dia já fiz o roteiro de 1 dia,fui a S.Catarina especialmente pra isso ,fiquei encantada ,nunca vou esquecer ,Vale super a pena ,foi exatamente nessa época no ano passado !Ela são umas lindezas !queto voltarrrrrrr pra ver agora pelo mar !

    • Oi Mariza,
      O passeio por mar está suspenso, mas o bom das baleias francas é que é possível avistá-las da praia mesmo. Eu já quero voltar!

  3. Estou pensando em ir em Santa Catarina e não sabia desse tipo de roteiro para ver baleias, estou maravilhada! Obrigada por compartilhar.

    • Eu não pensaria duas vezes em incluir esse roteiro em sua viagem por SC, se você for na época das baleias. Você vai amar!

  4. Que legal! Já fiz observação de baleias uma vez e é mesmo incrível! Cada vez que elas emergiam era uma emoção!

  5. Que delícia essa rota da Baleia Franca em Santa Catarina!! Só de imaginar encontrar com o animal livre já é emocionante. Dos 3 municípios só conheço Garopaba, infelizmente não visitei na ápoca das baleias. Já preciso voltar.

  6. Amei o post da rota das baleias de SC! Não conhecia essa rota do sul do país. Interessante ter a oportunidade de fazer o passeio tanto por terra quanto pelo mar. Me parece, como você disse, que é um passeio que o guia ajuda muito na experiência.

  7. Que post fantástico! Adorei o roteiro, as fotos, o camarão com catupiry, a cerveja..tudo ahaha Obrigada por compartilhar tudo isso, quero conhecer logo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário!
Digite seu nome