13 casas de artistas que viraram museus pelo mundo

12

Já pensou visitar a casa de importantes nomes da arte mundial e se transportar para suas inspirações, inquietações através de lembranças e marcas nos locais onde viveram e criaram?! Eu já! E inspirada por esse desejo fiz uma lista com 13 casas de artistas que viraram museus pelo mundo.

Depois dessa verdadeira lista de desejos, o que não vai faltar é inspiração pra viajar.

13 casas de artistas que viraram museus pelo mundo

1. Museu Rodin, em Meudon na França

O escultor francês Rodin (1840 -1917) comprou Villa des Brillants, em Meudon em 1895 e apesar de continuar com seu ateliê em Paris era aqui que sua criatividade encontrava a força de trabalho de mais de 50 assistentes. Já pensou?! Você pode admirar algumas das mais famosas obras de Rodin enquanto passeia pelo lugar.

Casas de artistas que viraram museus pelo mundo
© Musée Rodin, A. Berg

Leia mais sobre a visita ao Museu Rodin em Meudon no blog Direto de Paris.


2. Museu Frida Kahlo, na Cidade do México

A famosa Casa Azul de Frida Kahlo (1907-1954) é uma das ‘casas-museu’ mais famosas do mundo. No simpático bairro de Coyoacán, distrito da Cidade do México, você pode visitar a casa onde viveu e morreu uma das pintoras mais conhecidas do mundo.

O museu funciona de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.

Casas de artistas que viraram museus pelo mundo
Foto: fragatasurprise.com

Leia mais sobre Coyoacán e a Casa Azul de Frida Kahlo no Fragata Surprise.


3. Casa Museu Rembrandt, em Amsterdam

Viaje no tempo durante a visita à casa onde Rembrandt (1606 – 1669), um dos maiores artistas holandeses de todos os tempos viveu por 20 anos. A casa também serviu de ateliê do artista e pode ser visitada diariamente, das 10h às 18h.


10 razões pra visitar a casa de Rembrandt em Amsterdam no Vontade de Viajar


4. Pollock-Krasner House, em East Hampton

Jackson Pollock (1912-1956), um dos mais importantes artistas do expressionismo abstrato, mudou-se para esta casa, considerada Patrimônio Histórico Nacional em East Hampton nos anos 40 com sua companheira e também pintora Lee Krasner (1908 – 1984). A casa fica aberta de maio a outubro, às quintas, sextas e sábados das 13h às 17h. Confira a programação completa aqui.

Uma das grandes atrações da casa-estúdio museu é a visita ao celeiro onde Pollock pintava suas imensas telas.

Casas de artistas que viraram museus pelo mundo
Foto: www.stonybrook.edu/pkhouse

Fico emocionada sempre que vejo um trabalho do Pollock ao vivo. Recomendo visitar o MoMA, em Nova York, pra se impressionar com as imensas telas. De chorar de tão lindas!


5. Casa Museu Salvador Dalí, em Portlligat

Visitar essa casa incrível é entrar um pouco no mundo mágico e peculiar de Salvador Dalí (1904 – 1989). Você pode visitar os cômodos da casa onde morou Dalí, seu ateliê e ver ao vivo, duas obras inacabadas do artista!

Confira os horários de funcionamento e programação aqui.

Casas de artistas que viraram museus pelo mundo


A casa de Dali em Portlligat no Ideias na Mala


6. Museu Picasso, em Antibes, sul da França

Além de visitar o único Museu Picasso do mundo que realmente foi casa do artista por um período de tempo, você vai também poder se impressionar com uma grande coleção de arte moderna e com o azul do mar do sul da França.

Casas de artistas que viraram museus pelo mundo
“Antibes” by Sébastien Bertrand is licensed under CC BY 2.0

Antibes e o Museu Picasso no blog Mari Campos pelo Mundo


7. Casa e Jardins de Monet em Giverny, França

Prepare-se para literalmente entrar nas obras do pintor Claude Monet (1840 – 1926). A casa, onde o pintor morou entre 1883 e 1926, e seus jardins de Monet ficam em Giverny, a 75 km de Paris. Inspiração total!

Faça um tour virtual!

casas de artistas que viraram museus
“Claude Monet house and garden in Giverny” by Anna & Michal is licensed under CC BY 2.0

Leia mais sobre Giverny: Monet e seus jardins cinematográficos no Viagens Cine.


8. Casa Natal de Goya, em Fuendetodos, Espanha

A onde nasceu o pintor Goya (1746-1828) fica em Fuendetodos, na Espanha. É uma construção antiga, declarada Patrimônio Histórico Nacional e aberta à visitação do público desde 1985.

casas de artistas que viraram museus
“Estatua de Francisco de Goya frente a su casa natal en Fuendetodos, Zaragoza” by Samuel Negredo is licensed under CC BY 2.0

9. Maison de Van Gogh, em Auvers-sur-Oise, na França

Foi em uma cidadezinha a cerca de 30km de Paris, chamada Auvers-sur-Oise, que o grande pintor holandês Van Gogh (1853 – 1890) passou seus últimos dias.

casas de artistas que viraram museus
Foto: www.maisondevangogh.fr

Leia também: Seguindo os passos de Van Gogh no blog Última Parada


10. Georgia O’Keefe’s Museum, no Novo México, EUA

A casa e estúdio da artista americana Georgia O’Keeffe no Novo México, também se transformou em um museu sobre sua obra.


Neste site você pode saber mais sobre os mais de 30 museus que foram casa ou ateliê de artistas americanos nos Estados Unidos. Achei muito legal!


11. Casa de verão de Kandinsky e Gabriele Münter em Murnau, na Alemanha

A pintora Gabriele Münter (1877 – 1962) e o pintor russo Wassily Kandisnky (1866-1944) passaram os verões de 1909 a 1914 nessa casa em Murnau, uma cidade a cerca de 70 quilômetros de Munique.

casas de artistas que viraram museus
Gabriele Münter, The Russians’ House, 1931, óleo sobre tela (Stadtische Galerie im Lenbachhaus, Munich)

A Münter House  tem muita importância na história da criação do expressionismo. Dizem que o ‘Blue Rider Almanac‘ foi criado lá. A casa está aberta à visitação desde 1999, de terça-feira a domingo, das 14 às 17h.


Leia mais sobre a Münter House em Murnau no blog Turista Ocasional


12. Casa de verão de Renoir, em Essoyes, França

A partir de 3 de junho de 2017 você vai poder visitar a casa onde o pintor impressionista Renoir e sua esposa Aline Charigot passaram os verões de 1896 a 1919, em Essoyes, na França. O local passou por uma extensa restauração para abrir suas portas ao público e aqui você vai poder visitar o ateliê do jardim, onde Renoir criava. casas de artistas que viraram museus


13. Casapueblo, em Punta Ballena, Uruguai

Casapueblo é a antiga casa de verão do arquiteto e artista plástico Carlos Páez Vilaró e fica em Punta Ballena, próxima de Punta del Este, no Uruguai.

casas de artistas que viraram museus
Foto: viagememdetalhes.com.br

Leia também: Casapueblo, um ícone uruguaio no Viagem em Detalhes


E aí, curtiu?! Conhece mais alguma casa que virou museu?!

Não se esqueça!!

Usando nossos links pra encontrar ofertas de hospedagem e alugar um carro durante sua viagem, você ajuda a manter o blog e não paga nada mais por isso!


Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM, e TWITTER


Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Compartilhar
Alessandra Fratus
Viajante, fotógrafa, e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 depois de defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão e gosta mesmo é de paisagem humana!

12 COMENTÁRIOS

  1. Que fantático este post, ótima ideia! Me lembrei agora do Museu Lope de Vega em Madri. Que além de ter sido a casa dele, foi restaurado ao estilo da época e o mobiliario reproduzido segundo os itens constantes do seu testamento.

  2. E pensar que a casa do Rembrandt foi o que levou ele à falência… :(
    Eu também já fui na casa do Van Gogh em Zundert, onde ele nasceu. Mas na verdade o museu fica no local onde ele nasceu. A casa propriamente dita deixou de existir. Uma pena.

  3. A sua lista é simplesmente maravilhosa. Pode levar-me na mala? No meu top estaria a casa de Monet e o Museu da Frida Kahlo. E porque não incluir um artista brasileiro também? Já visitei a casa-museu de Portinari, em Browdoski (SP) e adorei. Para além de ser fã da sua obra, adorei conhecer a sua faceta familiar.
    Grata pela partilha.

  4. Muito legal essa compilação de destinos.
    Outro destino que poderia entrar nessa lista é o Brandywine River Museum, que entre suas instalações conta com a casa e estudio de Andrew Wyeth. Um dos mais conhecidos pintores norte-americanos do século XX e algumas vezes é referido como o “Pintor das Pessoas”, devido à sua popularidade com o público norte-americano. Ele vem de uma família artisticamente muito prolífica. Ele é filho do ilustrador e artista N. C. Wyeth, e irmão do inventor Nathaniel Wyeth e do artista Henriette Wyeth Hurd, e pai dos artistas Jamie Wyeth e Nicholas Wyeth.

    http://www.brandywine.org/museum

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário!
Digite seu nome