Visto da China fácil fácil em São Paulo

17

Como preparação para a viagem pra China e Tibet, tive que resolver alguns assuntos burocráticos, como vistos e permissões, o que me fez separar várias dicas pra você tirar seu visto da China fácil fácil em São Paulo!

Visto da China fácil

Como pedir visto da China fácil fácil em São Paulo

O processo foi super simples. Fiz tudo pessoalmente, e ainda consegui resolver o do meu pai, à distância. Nosso agente de viagens nos aconselhou a pedir a permissão para entrada no Tibet diretamente em Lhasa, e nem comentar no consulado aqui que iríamos até lá.

Documentos para solicitar o visto da China

Para tirar o visto de turismo (L),  são necessários:

1. Passaporte com no mínimo 6 meses de validade e uma folha em branco.

2. Formulário de pedido de visto preenchido, assinado e sem rasuras.

3. Fotografia 3X4 de fundo branco recente (não pode ser digitalizada).

4. Reservas dos hotéis em todas as cidades. (anexar cópias impressas)

5. Passagem aérea de ida e volta. (anexar cópias impressas).

6. Declaração da empresa que trabalha no Brasil comprovando vínculo empregatício, contendo data de admissão e cargo de ocupação na empresa (modelo da carta). Para autônomos e aposentados, elaborar uma carta simples e anexar saldo bancário suficiente para cobrir as despesas da viagem.

7. Roteiro da viagem.

Cidadãos com dupla nacionalidade só poderão solicitar o visto no passaporte no brasileiro. Além disso, brasileiros não necessitam de visto para entrar em Hong Kong e Macau se a permanência for inferior a 90 dias.

Depois de separar todos os documentos e preencher os formulários, é hora de levá-los até o Consulado Geral da República Popular da China em São Paulo, na Rua Estados Unidos, 1071. O atendimento no consulado acontece de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas. Prepare-se para a fila, e não deixe o visto para a última hora.

Se você não mora em São Paulo, como é o caso do meu pai, é só pedir para qualquer pessoa entregar os documentos do visto no Consulado. Você não precisa estar presente.

Quanto custa o visto da China

Depois de receber uma senha, e esperar na fila, apresentei os documentos no consulado solicitando os 2 vistos – meu e do meu pai – de uma entrada, e a funcionária ficou com nossos passaportes, e me entregou um canhoto com os valores e dados para o depósito bancário, que tem que ser feito em dinheiro, na boca do caixa, em uma agência do banco HSBC.

As taxas do visto para cidadãos brasileiros, são:

– Visto de 1 entrada (3 meses de validade): R$160,00
– Visto de 2 entradas (6 meses de validade): R$240,00
– Visto de múltiplas entradas  (6 meses de validade): R$320,00
– Visto de múltiplas entradas  (1 ano de validade): R$480,00

3 dias depois voltei ao consulado, com os comprovantes dos depósitos e peguei os passaportes. Fácil fácil.

Precisa de visto pra conexão?

Agora, se você faz conexão na China por até 72 horas, e chegará – e sairá – pelos aeroportos internacionais de Beijing, Xangai ou Chengdu, você não precisa de visto.


Para mais informações, acesse o site da Embaixada da República Popular da China no Brasil.


Leia mais sobre a China e o Tibet:


Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM e TWITTER


Compartilhar
Alessandra Fratus

Viajante, fotógrafa, e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 depois de defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão e gosta mesmo é de paisagem humana!

17 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde Alessandra. Como são desinformadas algumas Assessoria de Visto. Perguntei para uma aqui na minha cidade, acerca de visto chinês ( se uma ou duas entradas em caso de viagem também para o Tibet) e a resposta dele foi no sentido de que seriam duas entradas porque o Tibet é considerado “outro país” (???) fiquei por entender??. E olha que eu expliquei: sairemos do Brasil, ficaremos em Pequim uns dias, seguiremos para o Tibet, depois voltaremos para uns dias em Pequim, Xian, Xangai. Será que é porque não é uma viagem muito comum ? Vai entender.

    • Oi Fernando. É uma entrada só. Não se preocupe. Fale com a agência que você vai para o Tibet que eles vão te explicar direitinho. Não precisa nem comentar que você vai para o Tibet quando você for tirar o visto para a China, viu?! ;)! Boa viagem!!

  2. Valeu. Ainda estou impressionado com a beleza das fotos que vc trouxe do Tibet. Fantásticas, Parabéns mais uma vez.

  3. boa tarde. Vou a China e pretendo ir ao Tibet. Uma dúvida , precisarei de visto com duas entradas? ( ficaremos uns dias na China, iremos a Llhasa e voltaremos para China antes de voltarmos para o Brasil).

  4. Oi Alessandra! Estou na mesma situação sua em relação ai Tibete. Mas como não mencionar a ida até lá se precisamos mostrar todo o roteiro e os vouchers dos hoteis? Como vc fez? E além do mais meu voo de saída é Lhasa-Kathmandu! Agradeço sua ajuda!!

    • Oi Marília, fiz uma reserva em um hotel com cancelamento grátis e mandei um roteiro que não incluia o Tibet. Essas foram as recomendações da minha agência. Se informe direitinho com a sua agência como você deve proceder! Esse assunto da permissão especial para o Tibet é bem complicado, aconselho que você resolva tudo com antecedência. Abração.

  5. Bom dia! gostei muito dos seus esclarecimentos! mas tenho uma duvida. Eu sou autonoma, como faco para comprovar renda se eu nao uso o banco para depositar meu dinheiro? Eu deixo em minha casa. agradecida,

    • Nossa, Juli. Boa pergunta. E eu, infelizmente não sei te responder. O ideal é você se informar direto no site do consulado, ou tentar o visto através de um despachante, que pode te informar tudo corretamente! Obrigada pela visita.

  6. Muito legal suas dicas, já deu para dar uma clareada nas idéias. Eu e minha familia estamos querendo ir até o Tibet (Lhasa) e gostaria de saber se tens alguma dica de como comprar o ticket de trem de beijng até lhasa. e se é facil a comunicação com o povo. muito obrigada. Renato

  7. Ola,

    Obrigado pelas dicas! :D

    Fiquei com uma dúvida, no “Declaração da empresa que trabalha no Brasil comprovando vínculo empregatício, contendo data de admissão e cargo de ocupação na empresa (modelo da carta). ”

    Você levou a carta autenticada em cartório ou algo assim? Ou basta a assinatura de alguém da empresa?

    Obrigado!

    • Andre, obrigada pela visita! Não sei se precisa ser autenticado. Eu levaria uma declaração em papel timbrado, assinado, tudo direitinho. No meu caso levei o extrato bancário dos 3 últimos meses e não tive nenhum problema. Boa viagem!

  8. Olá, gostei imenso das suas viagens, estou a pensar ir em 2014 ao Tibet, gostaria de saber se no formulário para o visto Chines se escreveu que ia ao Tibet? eu estou com dúvidas se devo ou não escrever a ida ao tibet.
    Obrigado e boas viagens.

    • Oi Joaquim! Que legal! Você vai amar. Me foi orientado pelo meu consultor de viagens a não citar o Tibet no formulário do visto chinês. Converse com sua agência e veja o que eles acham melhor, ok?! Abraços. Ale

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário!
Digite seu nome