Fora de Foco | Foto 18

Fora de Foco | Foto 18

Salvaterra, Ilha do Marajó, Pará, outubro de 2015

Salvaterra foi nosso primeiro destino na enigmática Ilha do Marajó, no Pará, um daqueles lugares que causam na gente uma curiosidade sem tamanho.

Ilha do Marajó

Os elementos estão ai: a terra, a água, o homem, os barcos e o búfalo. Todos numa mesma cena-realidade acontecendo ali, diante dos meus olhos.

Quando eu fotografo, penso em organizar os elementos no quadro e espalhar os objetos, ou objetivos pela fotografia. Digo objetivos porque quando a gente olha e vê, mesmo que através do visor da câmera, de cara escolhemos um foco, um objeto, um objetivo.

E então, aquela passa a ser a história. A minha história.

Qual é a sua?!

Leia mais: 7 Dias no Pará: Belém + Ilha do Marajó

dupla exposição

Continue Acompanhando a Série Fora de Foco!


Por que Fora de Foco?!

O nome Fora de Foco é uma referência a autobiografia do fotógrafo Robert Capa, ‘Ligeiramente Fora de Foco‘. Capa é muito conhecido por seu trabalho como fotógrafo de guerra e é o autor da frase ‘Se sua foto não está boa, é porque você não está perto o suficiente‘, uma grande influência no modo como fotografo.

Ele descrevia suas imagens de guerra como “ligeiramente fora de foco, e um pouco sub-expostas” e assim como a própria guerra, as imagens de um bom fotógrafo têm que ser capazes de transmitir sensações. Medo, angústia, tensão. É isso! A fotografia tem essa incrível capacidade de transmitir sensações e sentimentos através de uma única imagem.

É o que faz da fotografia uma das mais fantásticas formas de expressão artística. Você não acha?!


Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM, e TWITTER


Salvar

Compartilhe!
Alessandra

ALESSANDRA é viajante, fotógrafa, e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 depois de defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão, e gosta mesmo é de paisagem humana!

Leia também...

1 Comentário

  1. janete disse:

    muito bom o seu artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *