Fora de Foco | Foto 8

Fora de Foco | Foto 8

Rio Moa, abril de 2016

A série Fora de Foco volta ao Acre, em uma das viagens mais incríveis da minha vida, dessa vez pra navegar pelo rio Azul, um rio que nasce na Serra do Divisor (oeste do estado), na fronteira com o Peru.

Desde a primeira vez que pisei em solo acriano foi amor à primeira vista. Nessa minha busca fotográfica e vital pelo ‘de verdade’, encontrei nesse pedacinho da Amazônia, lições que vou levar pra sempre e belezas que não dá pra esquecer.

A viagem de barco de Mâncio Lima até o Rio Azul durou cerca de 8 horas e durante todo o trajeto praticamente decorei os tons verde amazônicos que pintavam a paisagem. Mas foram estas gigantes, que me ‘olhavam’ da beira do rio, que mais chamaram a minha atenção. Árvores anciãs. Vigilantes e guardiãs da Amazônia. Há quanto tempo estariam ali?! O que já presenciaram?! Se Dom Quixote fosse acriano, se tornariam elas moinhos de vento?! De flor?!

amazônia

Às vezes acho que a fotografia consegue nos aproximar da sensação do ao vivo, mas nesse caso é preciso estar ali pra sentir a força desse grande e complexo sistema vivo. É preciso estar ali pra entender a importância e a realeza da maior floresta tropical do mundo.

E se você ainda acha que cada lugar é cada lugar, olha só que incrível: Recentemente foi publicado um estudo que mostrou como a poeira do deserto do Saara é importante para a manutenção da Floresta Amazônica. Duvida?! A NASA explica:


fora-de-foco-head

Por que Fora de Foco?!

É uma referência ao livro ‘Ligeiramente Fora de Foco‘, excelente autobiografia do fotógrafo Robert Capa, muito famoso por seu trabalho como fotógrafo de guerra. Ele é o autor da frase ‘Se sua foto não está boa, é porque você não está perto o suficiente‘, uma grande influência no modo como eu vejo a fotografia, e como fotografo.

Ele descrevia suas imagens de guerra como “ligeiramente fora de foco, e um pouco sub-expostas”, e assim como a própria guerra, as imagens de um bom fotógrafo têm que ser capazes de transmitir sensações. Medo, angústia, tensão.

É isso! A fotografia tem essa incrível capacidade de transmitir sensações e sentimentos através de uma única imagem, é o que faz da fotografia uma das mais fantásticas formas de expressão artística.


Continue Acompanhando a Série Fora de Foco!



Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM, e TWITTER


Compartilhe!
Alessandra

ALESSANDRA é viajante, fotógrafa, e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 depois de defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão, e gosta mesmo é de paisagem humana!

Leia também...