Fora de Foco | Foto 2

Fora de Foco | Foto 2

Bahia, fevereiro de 2011.

Dia 2 de fevereiro é dia de Iemanjá, a rainha do mar, a ‘mãe cujos filhos são peixes‘. Minha paixão pela Bahia é antiga. Mais antiga do que me ocorre. Só sei que em fevereiro de 2011 desembarquei em Salvador pra fotografar minha primeira festa de Iemanjá no Rio Vermelho, uma das festas mais lindas desse nosso Brasil. E como a gente bem sabe, tudo o que é bom exige esforço. Acordei às 3 da manhã, preparei meu equipamento e fui pra praia. Cheguei lá antes do sol, e fui tomada pela força da cultura afro-baiana. O som dos tambores, a areia, o colorido das oferendas, contas, tudo iluminado pelo fim da noite começo do dia. Foi assim que nasceu essa foto.

Me aproximei de uma roda que cantava pedindo licença para Iemanjá e fiquei totalmente hipnotizada com a cena. O movimento dessa imagem me passa a sensação de estar sonhando, que foi o que senti na hora. O grão, a textura dela, me lembra a areia do Rio Vermelho. E as cores… Ahhhh… antes do Sol nascer é você que as escolhe! :)!

dia de Iemanjá


Esse vídeo vai te transportar direto pra esse dia!


fora-de-foco-head


Continue Acompanhando a Série Fora de Foco!


Por que Fora de Foco?!

O nome é uma referência ao livro ‘Ligeiramente Fora de Foco‘, excelente autobiografia do fotógrafo húngaro Robert Capa, que durante muito tempo foi meu livro de cabeceira.

Capa é muito famoso por seu trabalho como fotógrafo de guerra, e por ter sido o fundador da Agência Magnum ao lado de Cartier-Bresson e David Seymour. Ele é o autor da célebre frase ‘Se sua foto não está boa, é porque você não está perto o suficiente‘, uma grande influência no modo como eu vejo a fotografia, e como fotografo.

Ele descrevia suas imagens de guerra como “ligeiramente fora de foco, e um pouco sub-expostas”, e assim como a própria guerra, as imagens de um bom fotógrafo têm que ser capazes de transmitir sensações. Medo, angústia, tensão.

É isso! A fotografia tem essa incrível capacidade de transmitir sensações e sentimentos através de uma única imagem, é o que faz da fotografia uma das mais fantásticas formas de expressão artística.


Você pode seguir o TÔ PENSANDO EM VIAJAR nas redes sociais

FACEBOOK, INSTAGRAM, e TWITTER


Salvar

Compartilhe!
Alessandra

ALESSANDRA é viajante, fotógrafa, e bióloga. Largou tudo e ganhou tudo ao mudar de rumo em 2012 depois de defender um doutorado em biologia molecular na USP. Desde então vive, viaja e trabalha com foto e vídeo, sua verdadeira vocação. Ama viajar fora do esquema turistão, e gosta mesmo é de paisagem humana!

Leia também...

2 Comentários

  1. Paula Brum disse:

    Curto tanto suas fotos e observações, que as deixam ainda mais vivas e cheias de sentidos. Daí fui assistir ao vídeo (só você faz com que assista videos, acredite) e bateu valendo. Emocionante e cheio de pequenas perfeições, ainda que nas imperfeições. Sabe o que sempre desejo quando alguém me proporciona um momento maravilhoso, assim? Que o Universo retribua só com lindezas e bons momentos! BjO!